Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Seis profissionais da saúde receberam hoje a primeira dose da vacina contra covid-19 (c/vídeo)

Cidade da Praia, 18 Mar (Inforpress) – Seis profissionais da saúde, incluindo a delegada de Saúde da Praia, receberam hoje a primeira dose de vacina contra a covid-19.

O acto que teve lugar no Centro de Saúde de Achada Santo António (ASA), arredores da Cidade da Praia, contou com a presença do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que realçou, na altura, tratar-se de um acto “importante” para a saúde dos cabo-verdianos, visto que “vacinas salvam vidas”.

“O facto de termos realizado aqui a primeira vacinação através de participação de profissionais de saúde, que inclui médicos, enfermeiros e auxiliares, todas mulheres, demonstra que estamos a começar bem”, disse.

Ulisses Correia e Silva, avançou ainda, que todas as ilhas estão em processo de receber vacinas para serem ministradas sexta-feira, 19, a profissionais de saúde, assim como está designado no Plano Nacional da Vacinação.

O governante que referiu que a vacina ministrada é da Pfizer, disse esperar, nas fases seguintes, poder aumentar o nível de cobertura das vacinações, para que a população cabo-verdiana possa ser imunizada até finais de 2021.

Garantiu que o País vai receber mais vacinas para poder seguir o plano de vacinação, assim como receber informações que possam esclarecer a situação da vacina AstraZeneca.

Questionado se os funcionários de cargo público iriam ser vacinados nesta fase, o chefe do Governo indicou que as prioridades são para os profissionais da saúde, depois os de situação de risco, respeitando assim o plano existente de vacinação.

A enfermeira Helga Fontes, de 63 anos, vacinada hoje, asseverou que vacina é “vida” pelo que, segundo disse, ser a primeira pessoa a receber a vacina de covid-19 foi “uma honra”.

Feito isso, apelou a população cabo-verdiana a aderir a vacinação, sublinhado que todo medicamento tem risco, pelo que vacinar é mais “benéfico”.

Ana Barbosa, enfermeira que trabalhou na linha de frente, primeiro nos centros de saúde e depois nas tendas fazendo testes rápidos e PCR, afirmou estar agora “mais confiante” e preparada para seguir em frente.

Sexta-feira,19, a vacinação contra covid-19 da Pfizer vai acontecer em todo o país com pessoal da saúde e profissionais da linha de frente no combate a covid-19.

O Governo pretende atingir mais de 70% da população com a vacinação contra covid-19 ainda este ano.

O país contabilizou até esta quarta-feira, 480 casos activos, 15.599 casos recuperados, 158 óbitos, cinco mortes por outras causas, oito transferidas, perfazendo um total acumulado de 16.250 casos positivos.

O primeiro caso positivo de covid-19 registou-se no País a 19 de março na ilha de Boa Vista, através de um turista inglês. 

PC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos