Secretário de Estado destaca importância da Bolsa Cabo Verde Digital na construção de um Cabo Verde de futuro

Cidade da Praia, 13 Ago (Inforpress) – O secretário de Estado para a Inovação destacou hoje a importância da Bolsa Cabo Verde Digital na construção de um Cabo Verde de futuro, afiançando que o Governo “está disponível para fazer cada vez mais porque aposta na juventude”.

O governante Pedro Lopes fez estas declarações à imprensa, à margem da cerimónia de apresentação pública dos 32 projectos num total de 50 empreendedores seleccionados para a Bolsa Cabo Verde Digital, adiantando que cada um dos seleccionados receberá um valor de 30 mil escudos mensais, durante seis meses, para desenvolver as suas ideias.

“Os jovens precisam que a narrativa politica seja acompanhada de concretizações e neste sector das tecnologias, o Governo tem feito muito e está disponível para fazer cada vez mais porque aposta na juventude cabo-verdiana”, disse, destacando a importâncias da criação do Parque Tecnológico, projecto weblab, aposta no empreendedorismo de base tecnologia, entre outros.

O secretário de Estado para a Inovação e formação profissional, considerou, a Bolsa Cabo Verde Digital como primeiro programa de empreendedorismo dedicado especialmente às tecnologias de informação, realçando que esta mudança irá contribuir na construção de um Cabo Verde de futuro.

As equipas, elucidou, terão o acompanhamento empresarial garantido pela Pro Empresa, sublinhando que o projecto, que é completamente inovador, conta com a participação de vários parceiros e que os jovens seleccionados nesta edição são das ilhas de Santiago e São Vicente.

Alem da apresentação dos seleccionados da Bolsa Cabo Verde Digital, informou, foi assinado um memorando entre o Governo e as empresas de telecomunicações, que vai permitir baixar o custo da Internet em determinados sectores, nomeadamente a saúde, a educação e o empreendedorismo.

A Bolsa Cabo Verde Digital é um Programa do Governo de Cabo Verde, criado através da Secretaria de Estado para Inovação e Formação Profissional e instituído pelo Fundo de Promoção do Emprego e da Formação (FPEF), que tem como finalidade dinamizar o ecossistema de inovação e de empreendedorismo de base tecnológica para criação do mercado das TIC.

O programa foi lançado em Março deste ano com o objectivo de dar aos jovens cabo-verdianos mais uma importante oportunidade de desenvolverem soluções base tecnológica.

Com este programa pretende-se fomentar o surgimento e consolidação de mais ‘tech startups’, com uma bolsa para financiar até 100 jovens e um total de 50 projectos, no valor 30 mil escudos por mês a cada empreendedor, por um período de seis meses.

A iniciativa “Cabo Verde Digital” é uma plataforma que visa reforçar a comunidade ICT [Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC] e apoiar na criação do ecossistema digital através da formação e empreendedorismo tecnológico em Cabo Verde. Está enquadrada numa rede de programas como a participação de ‘startups’ cabo-verdianas no WebSummit e o Programa Academia de Código/Kode Verde.

CM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos