Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

SCM enaltece papel da arte e da cultura no Dia Mundial da Propriedade Intelectual

Cidade da Praia, 26 Abr (Inforpress) – A presidente da Sociedade cabo-verdiana de Música (SCM) considerou hoje a arte e a cultura têm um papel primordial para a “compensação emocional e o equilíbrio emocional” das sociedades, nesses tempos difíceis.

Na sua mensagem alusiva ao Dia Mundial da Propriedade Intelectual, que se assinala hoje, Solange Cesarovna começou por felicitar todos os criadores e criativos cabo-verdianos e em especial os seus membros, bem como as instituições públicas e privadas de Cabo Verde que trabalham no fomento, defesa e desenvolvimento do sector criativo e cultural cabo-verdiano.

Para Solange Cesarovna celebrar esta data, instituída pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em 2000, é “muito importante”, principalmente nestes tempos desafiantes que o mundo vive, devido à crise provocada pela covid-19.

“A propriedade intelectual e a arte dos criadores e criativos teve e continua a ter um papel primordial para a compensação emocional e o equilíbrio emocional das sociedades, enquanto alimento da alma, de elevação do estado de espírito e de existência, em momentos de privação, como os de emergência ou de calamidade, que vivemos recentemente”, enalteceu.

Durante estes períodos, sublinhou, a arte e a cultura, nas suas mais diversas formas de expressão, foram a “fonte de esperança, de entretenimento e de ligação entre as pessoas e os povos”.

Isto, enfatizou, confirmou o veredito de que a “arte é sem dúvida essencial” e que desempenha o “papel de verdadeiro oxigénio indispensável à vida, simbolizando muitas vezes cura em momento de dor ou de crise”.

“Aos proprietários da arte, os fazedores da cultura e as instituições nacionais e internacionais, públicas e privadas que cuidam da propriedade intelectual produzida em Cabo Verde, um muito obrigado pelo trabalho que vêm desenvolvendo ao longo dos anos em prol da salvaguarda da propriedade intelectual cabo-verdiana”, lê-se na nota.

A SCM deixa igualmente um especial obrigada aos músicos, autores e artistas cabo-verdianos que brindam as pessoas com a matéria-prima que alimenta os corações dos cabo-verdianos no país e na diáspora, isto é, a música cabo-verdiana e a propriedade intelectual imaterial.

AM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos