Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

São Vicente: USB de São Pedro, Salamansa e Calhau transformados em postos de saúde

Mindelo, 28 Jul (Inforpress) – As unidades sanitárias de base (USB) de São Pedro, Salamansa e Calhau vão ser agora transformados em postos de saúde, suportados por uma parceria entre a Delegacia de Saúde e a Câmara Municipal de São Vicente.

A intenção foi confirmada hoje durante a assinatura de um protocolo entre as duas instituições, e que permitirá, segundo o delegado de Saúde de São Vicente, Elísio Silva, realizar um objectivo a que se propôs há cerca de cinco anos.

Elísio Silva disse ter iniciado esse projecto com deslocações de médicos e especialistas a essas localidades, de seguida com deslocações de farmácias e agora essas zonas poderão ter postos de saúde com enfermeiros permanentes.

“Graças ao protocolo que assinamos, porque a Delegacia de Saúde sozinha não poderia resolver esse problema, porque é importante ter um enfermeiro a tempo inteiro e teríamos que criar as condições para os enfermeiros se interessassem”, sustentou a mesma fonte.

“Criando mais condições e levando mais saúde às localidades, isto é o mais importante, e, neste tempo de pandemia, ter melhores condições de saúde e ter profissionais melhores formados, podemos dizer que estamos preparando para uma eventual pandemia na ilha”, considerou Elísio Silva, adiantando que os três jovens enfermeiros foram cedidos pelos Ministério da Saúde e estão “bem preparados”.

Mas, conforme a mesma fonte, a relação entre a delegacia e a câmara não se resume ao protocolo, sendo bem mais extensivo, e inclui também um grupo de trabalho, mantido há três anos e formado por oito jovens licenciados e recém-formados, que trabalham na promoção da saúde e cujos salários são assumidos pela edilidade.

O presidente da câmara municipal, Augusto Neves, ressaltou, por seu lado, querer continuar essa colaboração para que “a ilha consiga respirar tranquilamente”.

É neste sentido, ajuntou, que a edilidade tem sido uma parceira à procura da “melhoria da qualidade de vida dos sanvicentinos, ainda mais nessa óptica de pandemia”.

“Acho que isso irá facilitar e melhorar grandemente os cuidados de saúde nessas zonas”, considerou Augusto Neves, acrescentando estar a sua instituição a cuidar das condições motivacionais para que os jovens enfermeiros possam se concentrar no que é “mais importante, que é de cuidar dos outros”.

O edil prometeu tudo fazer para que toda a ilha tenha a mesma cobertura de saúde.

Os enfermeiros também terão ao seu dispor uma motorizada, que a Delegacia de Saúde recebeu através de uma doação, e que deverá servir para as deslocações domiciliares.

O protocolo, assinado na tarde de hoje, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pretende, assim, apoiar a presença de profissionais de saúde nas zonas mais distantes da cidade do Mindelo, sendo como obrigação da câmara arrendar e mobilar as residências, onde alojarão os enfermeiros.

A Delegacia de Saúde deverá, por seu lado, comparticipar com 10 mil escudos nos arrendamentos e ainda seleccionar os profissionais para trabalharem nessas zonas.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos