Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente/Uni-CV: Laboratório de enfermagem no Mindelo vem elevar condições para aumento da procura na área da saúde – pró-reitor (c/áudio)

Mindelo, 18 Nov (Inforpress) – O pró-reitor para área de investigação científica e inovação tecnológica da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) acredita que o laboratório de enfermagem, no Mindelo, vai “melhorar as condições” para aumento da procura na área da saúde.

Conforme Aristides Silva em declarações à imprensa, hoje, à margem do acto de inauguração da infra-estrutura, no Mindelo, devido à pandemia da covid-19, registou-se um “aumento da procura” nas áreas de saúde, que agora pode ser melhorado com o laboratório de enfermagem no polo de São Vicente.

Isto, porque, ajuntou, antes para se efectivar a parte prática do curso havia a necessidade de transporte de manequins da Cidade da Praia, o que “danificava” os equipamentos.

“Com a implementação deste laboratório flexibiliza-se. Ainda temos alguma mobilização, mas é meramente de docentes para especialização de algumas áreas, mas já não estamos a transportar os equipamentos”, sublinhou o pró-reitor, para quem o edifício do ex-liceu Gil Eanes já está a ficar “apertado” para as exigências do curso de enfermagem e assim deverá haver uma “pequena adaptação” do laboratório na Faculdade de Educação e Desporto (FAED), também da Uni-CV.

A representação da coordenação do grupo disciplinar da enfermagem, Odete Mota, considerou, por seu lado, que o laboratório terá um “impacto bastante positivo”, tendo em conta que antes eram obrigados a fazer um “mega planeamento” anual para todos os estudantes terem acesso aos equipamentos.

“Temos um ganho, já que os riscos de danificação são reduzidos e sem contar que acabamos por adquirir novos materiais, que não tínhamos e que irão permitir aos estudantes praticar aqui num contexto mais controlado e depois prestar cuidados de maior qualidade quando estiverem em contexto hospitalar”, defendeu.

Com a estrutura, segundo a mesma fonte, os estudantes têm a oportunidade de colocar em prática os conteúdos teóricos leccionados, antes de irem para o contexto laboral.

“É uma forma de treinarem a sua destreza, conhecimento e manuseamento, que lhes permite uma bagagem melhor para darem uma resposta melhor em contexto real e colocar as pessoas em menos riscos”, lançou Odete Mota, para quem os estudantes ficam “melhor formados para dar melhor resposta à comunidade”.

O polo do Mindelo, segundo Odete Mota, tem neste momento cerca de 90 alunos distribuídos do primeiro ao quarto ano do curso de enfermagem.

O acto de inauguração contou ainda com a presença do ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga, em representação do Governo, que apelou para que o laboratório seja “bem tratado” pela universidade, pelos responsáveis e pelos alunos, para que futuras gerações possam também tirar proveito dos equipamentos.

“Para podermos continuar a formar na área da saúde, e especificamente na enfermagem, com maior qualidade e maior número de pessoas”, disse o governante, adiantando que a estrutura é “mais uma prova do empenho do Governo na investigação”.

A cerimónia decorreu ainda virtualmente na Cidade da Praia, contando com as intervenções da reitora da Uni-CV, Judite Nascimento, e do embaixador do Japão em Cabo Verde, Arai Tatsuo, como representante deste país que financiou o laboratório.

O financiamento do Japão está orçado em 76.275 euros, cerca de 8.410.400 escudos.

LN/DR

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos