Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: UCID lamenta cancelamento debate que poderia ser “esclarecedor” para voto dos cabo-verdianos

Mindelo, 16 Abr (Inforpress) – A vice-presidente da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Dora Pires, lamentou hoje o cancelamento do debate entre os três principais partidos e que poderia ser “esclarecedor” para os cabo-verdianos decidirem em quem votar.

A responsável do partido, que participou em todas as reuniões sobre os debates realizados pela Radiotelevisão Cabo-verdiana (RTC) disse que o partido “ficou satisfeito” com a decisão do Tribunal Constitucional, que foi favorável ao recurso interposto pela UCID.

Contudo, Dora Pires lamentou o facto de “tudo ter ficado em vão”, já que os outros dois partidos, Movimento para Democracia (MpD) e Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) desistiram do debate que poderia ser “esclarecedor”,   na hora que os cabo-verdianos estiverem a decidir em quem votar.

A vice-presidente da UCID disse que desde a primeira hora o MpD se mostrou “reticente” e apresentando “muitas desculpas”, e mais tarde veio dizer que não era possível devido a agenda para o último dia de campanha.

“Agenda, todos nós temos agenda, mas nós estávamos dispostos a participar no debate em respeito ao povo cabo-verdiano e por achar que seria fundamental para o esclarecimento da opinião pública dentro e fora do País”, considerou.

Por isso, Dora Pires disse acreditar ser uma “tristeza e pobreza de espírito”, tanto do MpD, como do PAICV, que também veio a desistir.

“O MpD não quis, talvez porque não estava preparado, mas o PAICV poderia aceitar e colocar as suas ideias e fazer o confronto juntamente com a UCID para deixar os cabo-verdianos com uma ideia melhor das suas propostas”, sublinhou a mesma fonte, lamentando o facto de o seu partido 2sozinho não poder fazer nada2.

Sendo assim, Dora Pires pediu ao eleitorado para analisar o comportamento dos dois partidos para “votar em consciência para o bem de Cabo Verde”.

A RTC decidiu retomar o debate entre os líderes dos partidos concorrentes em todos os 13 círculos eleitorais, depois que o Tribunal Constitucional (TC) concedeu “provimento parcial” ao recurso interposto pela UCID, “revogando a decisão da Comissão Nacional de Eleições na parte em que condiciona a realização do debate eleitoral à participação de todos os partidos concorrentes às eleições legislativas de 18 de Abril de 2021”.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.  

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).  

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o MpD vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.  

LN/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos