São Vicente: Trabalhos da remoção do navio Soby iniciam-se na próxima segunda-feira

 

Mindelo, 13 Abr (Inforpress) – O capitão dos portos do Barlavento assegurou hoje, no Mindelo, que os trabalhos de remoção do navio Soby no terminal de cabotagem do Porto Grande do Mindelo vão iniciar-se na prática, segunda-feira, 17.

Os trabalhos, que terão “em princípio” a duração de 14 dias, serão realizados por uma  empresa espanhola especialista em remoção de navios que está na ilha do Sal a serviço de uma das petrolíferas nacionais e que logo prontificou-se em apresentar um plano de remoção, que foi acordado na última reunião da equipa de avaliação.

Segundo António Monteiro, a primeira tranche do acordado no plano de remoção já foi enviada à empresa especialista no ramo, que estará com um navio equipado no próximo domingo, em São Vicente, para já na segunda-feira iniciar o processo de desobstrução do terminal de cabotagem.

O capitão dos portos do Barlavento não adianta concretamente a linha de seguimento das actividades, mas garante que a prioridade será dada à transferência das quase três toneladas de combustíveis que estão no interior do navio, para depois se proceder à remoção das 125 toneladas de cargas afundadas, para depois se iniciar o processo de reflutuação do navio.

O responsável dos portos do Barlavento enalteceu a “boa vontade” do armador do navio, que, apesar do infortúnio que recaiu sobre ele, tem trabalhado “incansavelmente” em articulação com as autoridades envolvidas no processo, na procura da melhor solução para resolver os constrangimentos que o afundamento do navio tem causado.

O navio Sobi da companhia Oceano Mode está assentado ao fundo de um dos berços do cais de cabotagem do Porto Grande do Mindelo desde o passado dia 24 de Abril, dificultando a ancoragem do navio Mar de Canal que liga diariamente Santo Antão a São Vicente.

Devido a este constrangimento o navio da companhia Armas tem, desde então, partilhado o cais internacional com os cargueiros internacionais e com os navios cruzeiros criando constrangimentos à Enapor, empresa que administra os portos nacionais.

Depois de reflutuada o navio Soby Faerg, roll-on roll-off de 44,5 metros de comprimento, com capacidade para transportar 255 toneladas, deverá ser removida para uma área a ser indicada pelas autoridades marítimas em função das decisões do seu armador.

 

 

EC/AA

Inforpress/ Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos