Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Tio acusa Hospital Baptista de Sousa de negligência na morte de sobrinho de 25 anos com covid-19

Mindelo, 28 Abr (Inforpress) – O tio de um homem de 25 anos que faleceu na noite desta terça-feira com covid-19 acusou hoje o Hospital Baptista de Sousa de negligência, mas o director clínico do hospital garantiu estarem em curso averiguações.

Arlindo Fonseca contou à Inforpress que o sobrinho, que era praticamente um filho já que o criou desde bebé e inclusive este o chamava de pai, começou a sentir “alguma tosse” no último sábado, 24, que persistia, e que o levou a procurar os serviços de urgência na segunda-feira, 26.  

Mas, segundo a mesma fonte, o jovem saiu dali somente com uma receita e recomendação que se os sintomas persistissem, que procurasse o Centro de Estágio do Mindelo, onde são feitos os testes da covid-19.  

Entretanto, na noite desta terça-feira, 27, di-lo Arlindo Fonseca, o sobrinho começou a queixar-se de falta de ar e o acompanhou de novo ao Hospital Baptista de Sousa (HBS). 

“Fomos por volta das onze e meia e estive com ele até às duas horas da madrugada, quando o médico disse que teria de ficar em observação, ele ainda falou comigo e disse para o ir ver hoje de manhã, mas pouco tempo depois me telefonaram a dizer que ele tinha falecido”, explicou, adiantando ser “ uma dor muito forte” perder um filho, que era um “jovem saudável”. 

Entretanto, ajuntou, a sua “indignação” é maior por achar que houve “alguma negligência” na primeira vez que o sobrinho procurou os serviços do HBS.

“Porquê é que não lhe fizeram um teste logo na segunda-feira, ele até poderia ter morrido, mas não assim”, considerou o tio, adiantando que foi informado pelo hospital, que depois, quando o jovem já estava internado, fizeram um teste rápido que deu negativo e resolveram fazer um PCR que acusou positivo e ainda que ele estava com problemas no rim.  

“Se o teste rápido não deu em nada, para quê estar a fazer testes rápidos, só para tirar dinheiro às pessoas”, questionou Arlindo Fonseca, indignado.  

Entretanto, o director clínico do Hospital Baptista de Sousa, Paulo Almeida, contactado pela Inforpress, assegurou que ainda estão a decorrer as averiguações para se saber a causa da morte, mas, adiantou, “não foi de covid-19”.

“A covid-19 foi só um achado, mas acreditamos que o jovem morreu de uma outra patologia, de insuficiência renal”, sublinhou Paulo Almeida, acrescentando estar o caso ainda a ser investigado para se chegar às conclusões finais.  

Questionado sobre a situação de doentes da covid-19 internados no hospital, o director clínico disse que a situação é “estável”, mas os internamentos estão a aumentar nestes últimos dias.  

Os internamentos, segundo a mesma fonte, ainda não chegaram ao limite da ocupação do hospital, que é de 15 leitos, mas já inspiram “alguma preocupação”.

Por isso, Paulo Almeida  pede à população para continuar a respeitar as medidas de prevenção, para que os casos não continuem a aumentar e não haja mais mortes, considerou o responsável, referindo-se às faixas etárias dos 70 e 80 anos.  

O delegado de Saúde de São Vicente, Elísio Silva, também abordado pela Inforpress, fala de uma “situação preocupante” com o aumento de casos e, consequentemente, mais mortos, que já atingem 36 no total, razão pela qual exortou à população a manter a colaboração que tinha antes.

LN/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos