Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Sindicato mantém pré-aviso de greve dos trabalhadores do IEFP

Mindelo, 17 Mar (Inforpress) – O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap) disse hoje à Inforpress que mantém o pré-aviso de greve nacional dos trabalhadores do Instituto de Emprego e Formação Profissional, com início previsto para esta quinta-feira.

Segundo o secretário permanente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), Luís Fortes Luís Fortes, a greve deverá acontecer esta quinta-feira a partir das 8:00, uma vez que não houve conciliação entre os sindicatos e o conselho directivo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Isto porque, conforme o sindicalista, já ultrapassaram todos os prazos para a publicação da lista de transição dos trabalhadores do IEFP.

“Os trabalhadores estão determinados porque já tinham dado todos os prazos possíveis e eles propuseram novos prazos para a publicação da lista, mas não acreditamos neles e vamos manter a greve”, indicou Luís Fortes.

O conselho directivo do IEFP confirmou em comunicado que a reunião de conciliação promovida esta terça-feira pela Direcção-Geral do Trabalho terminou sem acordo.

Conforme o conselho directivo, os sindicatos exigem que a lista final de transição do pessoal, que resulta da aprovação do Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS) em Dezembro último, seja homologada pela Direcção Nacional da Administração Pública (DNAP) e publicada até ao dia 17 de Março.

No entanto, adiantou, apenas hoje a técnica da DNAP concluiu o parecer sobre mais de quatro dezenas de reclamações e o enquadramento de cerca de 120 colaboradores.

Pelo que, acrescentou na mesma nota, a directora-geral propôs o dia 26 de Março como data-limite para a publicação da lista final de transição, considerando que a publicação no Boletim Oficial é feita, em regra, entre três e sete dias após a recepção do pedido.

“O IEFP aceitou essa data, tendo esgotado todas as possibilidades de negociação de um processo que não se encontra estagnado, mas sim em curso, inclusive o IEFP comprometeu-se a pagar os retroactivos de Janeiro a Março, logo após a publicação da lista final de transição”, lê-se no comunicado.

Mas conforme o conselho directivo do IEFP, “o Sintap, único sindicato presente na reunião, não aceitou o prazo proposto e exige algo que não é possível ser concretizado”.

Ou seja, elucidou, “exige a publicação da lista no dia 17, sabendo que não será possível, porque primeiramente tem de ser homologada pela DNAP e seguir todo o trâmite legal”.

Em jeito de remate, o conselho directivo do IEFP diz lamentar e condena a atitude dos sindicatos do Sintap que “prefere resolver as questões dos trabalhadores recorrendo aos recursos mais agravantes, mesmo tendo toda informação do processo de implementação do PCCS do IEFP”.

CD/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos