Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Regionalização e ambiente dominaram declarações políticas na Assembleia Municipal

Mindelo, 10 Mai (Inforpress) – A Assembleia Municipal (AM) de São Vicente encontra-se reunida na sua nona sessão ordinária e, na manhã de hoje, questões relacionadas com a regionalização e o ambiente dominaram as declarações de MpD, PAICV e UCID.

Coube à líder da bancada da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição), Isidora Rodrigues, a primeira declaração do dia, toda ela ligada à questão do ambiente, em que a deputada chamou atenção do executivo camarário para a necessidade de continuar a política de arborização/reflorestação da ilha, sem descurar o saneamento do meio.

A eleita, que propos um voto de solidariedade à cidade moçambicana da Beira, afectada por um ciclone, recentemente, pediu ainda o desenvolvimento de mais campanhas de arborização/reflorestação e criação de mais espaços verdes e, no mesmo passo, “mais fiscalização” na temática da poluição ambiental, através de gases de escape, e do cumprimento da lei do barulho.

O líder da bancada do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Baltazar Ramos, por seu lado, centrou-se na temática da regionalização, alertando para o facto de se tratar de um tema que “não pode servir de arma de luta partidária”, por ser “estruturante e demasiado exigente”.

“Pedimos um processo muito mais elaborado e com o envolvimento de todos rumo a consensos indispensáveis que a matéria exige”, sintetizou o eleito da oposição, depois de se referir às vantagens da regionalização para uma ilha como São Vicente.

Emanuel Miranda, que lidera a bancada do Movimento para a Democracia (MpD), que suporta a câmara, acusou o PAICV de, em matéria de regionalização, ter feito “marcha-atrás” no seu posicionamento, após ter dado “sinais claros de que era a favor da regionalização”.

O deputado municipal considerou que não aprovação do diploma que cria as regionais administrativas, conhecida por regionalização, recentemente na Assembleia Nacional, foi uma “oportunidade  perdida”.

Por outro lado, saudou a forma diversificada como a ilha de São Vicente  festejou, a 14 de Abril, o dia da celebração dos 140 anos da cidade do Mindelo, embora, lançou, tivesse ficado a faltar a “prenda da regionalização” que o “PAICV não quis dar à ilha e à cidade”.

A sessão prossegue durante o dia de hoje e a ordem do dia contempla ainda a apresentação e apreciação da actividade municipal entre sessões e da conta de gerência do ano de 2018.

AA/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos