Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Primeira Região Militar é “sólida e funciona bem”, mas precisa de melhores condições – Presidente da República

 

 

Mindelo, 10 Jun (Inforpress) – O Presidente da República disse hoje em São Vicente, na qualidade de Comandante Supremo das Forças Armadas, que a Primeira Região Militar “é sólida e funciona bem”, com gente “organizada e disciplinada”, mas precisa de melhores condições para se adaptar aos novos desafios.

Jorge Carlos Fonseca fez essas considerações no final da visita que efectuou ao Comando da Primeira Região Militar, disse que a instituição castrense está a funcionar bem, apesar de lhe faltar condições mínimas para os desafios de adaptação aos novos tempos.

O chefe de Estado elogiou a gente “organizada e disciplinada” que encontrou nos quartéis, designadamente no Comando da Região, onde o comandante militar, José Rui Neves, lhe fez a apresentação da orgânica e do funcionamento de sua área de jurisdição.

Ao longo de uma hora, o Presidente da República proferiu uma aula magna aos militares sobre a história constitucional de Cabo Verde, começando pelo acordo de independência assinado em Dezembro de 1974 pelo governo provisório português e pelo PAIGC, passando pela Lei de Organização Política do Estado, de 1975, pela Constituição de 1980, até chegar à Constituição de 1992.

Sobressaiu então o professor de Direito e constitucionalista, a explicar com clareza aos militares como a Constituição é a lei mais estável de todas e como a história constitucional é a história política do país.

O chefe de Estado visitou depois, demoradamente, as instalações do Comando Militar, seguindo depois para o Comando da Guarda Costeira, em São Pedro, onde o comandante Pedro Santana apresentou-lhe a estrutura orgânica da instituição.

No domingo, o Presidente da Republica preside à cerimónia de juramento à bandeira, no Centro de Instrução Militar, no Morro Branco, de mais de 400 recrutas que terminam agora a preparação militar.

AT/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos