Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Primeira-dama preocupada com volume de crianças acolhidas no centro de emergência vítimas de violência sexual (c/áudio)

Mindelo, 27 Nov (Inforpress) – A primeira-dama, Débora Katisa Carvalho, mostrou-se hoje preocupada com o facto de muitas crianças que são acolhidas pelo Centro de Emergência Infantil, em São Vicente, são vítimas de violência sexual mesmo sendo ainda bebés.

Débora Katisa Carvalho falava à Inforpress depois de estar no Centro de Emergência Infantil e na delegação do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), integrados na sua agenda visitas a instituições que pretende efetuar até segunda-feira na ilha de São Vicente.

“Chamou-me muita atenção um dos grandes motivos pelos quais as crianças são acolhidas nos centros de Emergência Infantil que é a questão da violência sexual. E estamos a falar da violência sexual, tanto no sexo masculino como no sexo feminino. Nós, muitas vezes, temos esta ideia que é o sexo feminino o mais prejudicado e onde ocorre mais, mas também temos a violência sexual nos rapazes”, afirmou a primeira-dama.

O mais preocupante é a idade em que começa esta agressão, reforçou a mesma fonte, notando que crianças entre os zero e os cinco anos também estão a sofrer esta agressão.

“Estamos a falar de bebés. É uma agressão preocupante porque essas crianças não têm como se comunicar. Uma criança de 10 anos saberá como informar, ainda com alguma dificuldade, mas um bebé entre o zero e cinco anos não tem como”, afirmou a primeira-dama defendendo, que “a sociedade cabo-verdiana tem que conhecer tem que a combater esse problema, porque não pode naturalizar a violência sexual”.

Sobre a visita às instituições sociais, de cariz ambientalista e de protecção dos animais, que tem na agenda, Débora Katiza Carvalho explicou que acontecem para cumprimento aos compromissos que fizeram parte do manifesto presidencial de José Maria Neves.

“O eleito Presidente da República, José Maria Neves, no seu manifesto presidencial já tinha colocado algumas questões na agenda presidencial, nomeadamente a protecção ambiental, o combate às alterações climáticas, à proteccção das crianças, que determina o futuro da sociedade cabo-verdiana, o combate à pobreza, principalmente à pobreza extrema”, observou.

A primeira-dama, que manteve um encontro com o líder da Associação Ambientalista Biosfera 1 revelou que a mesma serviu para felicitar a associação que tem feito um “trabalho maravilhoso” durante muitos anos em Cabo Verde, principalmente na reserva natural de Santa Luzia.

Igualmente, fará um encontro com a associação “Simabô,” para destacar o trabalho de protecção de cães e gatos que a associação tem estado a fazer em São Vicente.

Sobre a sua participação na homenagem à ex-cônsul honorária de Portugal no Mindelo, Rosália Vasconcelos, destacou que se trata de uma “referência para as mulheres em Cabo Verde”, porque “batalhou por várias causas e mostrou até onde as mulheres podem chegar”.

CD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos