Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia disposto a ajudar HBS a ter um “verdadeiro serviço” de cardiologia

Mindelo, 31 Mai (Inforpress) – O presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), Victor Gil, mostrou-se hoje disposto a ajudar o Hospital Baptista de Sousa (HBS), em São Vicente, a desenvolver um “verdadeiro serviço” de cardiologia que acredita ser “em breve”.

Victor Gil está de visita ao hospital São Vicente na sua primeira viagem para fora de Portugal, como presidente da SPC, mas, como assegurou à Inforpress, há já vários que mantém uma “experiência longa de cooperação e amizade” com Cabo Verde.

Baseado nisto que, segundo a mesma fonte, espera contribuir para a concretização do projecto, que sonha junto com os colegas cabo-verdianos, de ter no HBS um serviço de cardiologia identificado como tal.

“E ainda hoje pessoas da Praia colocadas em posições mais altas deram todo o encorajamento e penso que será uma notícia fantástica de que me orgulho muito e que também tenho estado um pouco associado”, asseverou, adiantando assumir com “todo gosto” a possibilidade aventada de vir a ser o padrinho deste serviço.

“E pretendo ajudar a desenvolver aqui um verdadeiro serviço de cardiologia, penso que estamos muito perto que isto aconteça”, reforçou.

Durante a manhã desta sexta-feira, Victor Gil esteve reunido com os colegas de São Vicente e de outras ilhas, através da vídeo-conferência, para análise de casos clínicos “mais complicados”, que fazem parte da cooperação mantida entre os dois países, em que se inclui ainda tratamento de fases agudas do miocárdio, implantação ‘pacemakers’.

“Ainda há outras áreas como a formação, temos também a ideia de ajudar a desenvolver a área do registo para se conhecer melhor a realidade da saúde cardio-vascular em Cabo Verde”, explicou, adiantando contar tanto com o envolvimento da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, como com a Faculdade de Medicina de Lisboa, a que está também envolvido.

Enquadrado no “Maio-Mês do Coração –Ano da hipertensão arterial, comportamentos saudáveis”, o especialista português proferiu uma palestra, na tarde de hoje, sobre a insuficiência cardíaca, que considera ser uma “situação frequente”, mas pouco conhecida pelas pessoas, manifestada essencialmente pela dificuldade de respirar, cansaço e pernas inchadas.

“E estas situações devem motivar as pessoas a procurarem ajuda médica, pois é o médico que estudará, avaliará, através de exames se é caso de insuficiência cardíaca ou não”, disse, com aposta no “tratamento precoce”, uma vez, que a maioria dos casos tem solução.

Esta conferência, foi apresentado para os colegas de São Vicente e por video-conferência para os das outras ilhas de Cabo Verde, este país, que acredita ter tido um “progresso grande” no sector da cardiologia.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos