São Vicente: Pescadores de Salamansa instalam primeiro motor eléctrico recarregado com energia solar

Mindelo, 16 Nov (Inforpress) – A Associação dos Pescadores de Salamansa deverá instalar, esta sexta-feira, 18, numa embarcação de pesca artesanal, um motor fora de borda eléctrico e recarregado através de painéis solares.

O evento está marcado para a manhã desta sexta-feira e representa, segundo informações da Associação dos Pescadores de Salamansa, a actividade final do projecto “Implementação de sistemas de propulsão eléctrica na pesca artesanal”, executado pela associação em “estreita parceria e colaboração” com a Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente de São Vicente (DMAA-SV).

O projecto, conforme a mesma fonte, tem o objectivo de criar as condições que favorecam a sustentabilidade da pesca artesanal na comunidade piscatória.

“Em específico, pretende-se promover a implementação da mobilidade eléctrica na pesca artesanal, assim como reforçar as capacidades dos beneficiários na análise e avaliação da sustentabilidade desta mobilidade”, explicou o presidente da associação, Auxílio Matias.

Enquadrado no projecto, asseverou o responsável, foram executadas e concluídas várias actividades, nomeadamente, a aquisição de um motor eléctrico fora de borda Torqeedo Cruise 6.0, duas baterias e seus respectivos acessórios.

Por outro lado, ajuntou, fez-se a reconfiguração de duas embarcações artesanais, aquisição e instalação de painéis solares para recarregamento das baterias e, ainda em curso, encontra-se uma analise socio-económica da utilização do motor nas missões de pesca, tanto nas zonas costeiras de São Vicente, como na Reserva Marinha de Santa Luzia.

Estando agora em fase de conclusão, nesta sexta-feira a Associação dos Pescadores de Salamansa e seu parceiro DMAA-SV realizam um evento final de projecto, no arrastadouro da Baía da Gatas, onde vai ser instalado um motor eléctrico numa embarcação artesanal e suas respectivas baterias, seguido de um breve teste no mar.

O projecto Implementação de sistema de propulsão eléctrica na pesca artesanal está orçado em aproximadamente 3,8 milhões de escudos e é co-financiado pelo Programa das Pequenas Subvenções do Fundo Mundial para o Ambiente, o GEF SGP.

LN/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos