São Vicente: Navio Praia d’Aguada já solicitou vistoria à AMP – recrutamento da tripulação em curso

 

Mindelo, 26 Abr (Inforpress) – O navio Praia d’Aguada será alvo “nos próximos dias” da competente inspecção/vistoria que solicitou semana passada à Agência Marítima Portuária (AMP) e que deverá ocorrer mal o navio tenha concluído o processo de recrutamento da tripulação.

O director de segurança marítima da Agência Marítima Portuária (AMP), Raul Soulé, confirmou hoje à Inforpress a recepção do pedido, mas que o mesmo só será concretizado quando o navio estiver com a tripulação completa, de acordo com as normas de certificação mínimas de segurança.

Contudo, a Inforpress constatou, por outro lado, que o processo de recrutamento de tripulantes para esta “nova vida” do navio Praia d’Aguada encontra-se em fase de conclusão.

Raul Soulé explicou que o processo de inspecção deverá retundar na emissão de vários certificados, entre eles do próprio navio, dos equipamentos de salvamento e de segurança, entre outros.

“Se tudo estiver conforme, será emitido um certificado provisório para um tempo certo”, indicou a mesma fonte, ou seja, o navio poderá regressar à navegação, após vários anos de imobilidade.

A embarcação, com efeito, passou por uma reparação de cerca de dois anos em doca seca, nos estaleiros da Cabnave, e desde meados de 2015 encontra-se atracado ao cais do Porto Grande em trabalhos complementares de renovação nos salões de passageiros e máquinas, naquela que é considera uma “completa reforma”.
O navio, construído na Alemanha em 1999, é considerado um dos melhores de Cabo Verde em velocidade, capacidade de carga e acomodação de passageiros.
“Praia d’Aguada” é navio de passageiros/carga geral, de 64 metros de comprimento, 13 metros de boca, 3,9 metros de calado e uma tonelagem bruta de 1.364 toneladas.

AA/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos