Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Navio Independência da Marinha Brasileira visita porto do Mindelo durante operação GUINEX 2021

Mindelo, 11 Set (Inforpress) – O navio Independência da Marinha Brasileira deverá atracar no Porto Grande do Mindelo entre os dias 15 e 19 de Setembro para diversos exercícios com a Guarda Costeira de Cabo Verde, enquadrados na operação GUINEX 2021.

Conforme informações do chefe da Missão de Assessoria Naval do Brasil em Cabo Verde, a visita faz parte da Operação GUINEX-I (2021), planeada e coordenada pela Marinha do Brasil (MB), em parceria com países da Costa Ocidental africana como Cabo Verde, Camarões, Guiné Equatorial, Nigéria e São Tomé e Príncipe.

Estes países, que segundo a mesma fonte, o Brasil é unido pelo Atlântico Sul e com quem quer estreitar laços.

“Nesse contexto, a MB planejou a execução da Operação GUINEX I (2021), cuja missão é conduzir adestramentos e exercícios combinados no mar e/ou no porto com as marinhas ou guardas costeiras de Cabo Verde, Camarões, Guiné Equatorial, Nigéria e São Tomé e Príncipe, a fim de estreitar os laços de confiança e incrementar, reciprocamente, a capacitação do Brasil e desses países nas actividades de segurança marítima”, lê-se na nota enviada pela assessoria.

Esta primeira GUINEX visa a realização, segundo a mesma fonte, de uma série de exercícios com o propósito de “alavancar a interoperabilidade entre meios navais de países integrantes da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS) e estreitar os laços de cooperação e amizade entre o Brasil e os países participantes”.

As operações GUINEX, a princípio, ocorrerão anualmente, tendo como meta a ampliação da capacidade da MB para o Comando de um GT multinacional, operando no Golfo da Guiné.

Durante a estada do navio Independência (F44), no Mindelo, a MB e a Guarda Costeira conduzirão uma série de treinamentos teóricos e práticos e ainda serão ministradas aulas de abordagem a embarcações cooperativas, workshops de operações especiais de mergulhadores, com ênfase na abordagem a embarcações não cooperativas.

Estão programados ainda treinos de primeiros socorros, de manutenções planeadas, de combate a incêndios, controle de avarias em navios, de poluição ambiental e de planeamento e confecção de rancho.

Para cumprir essa missão foi constituído, conforme a assessoria, um Grupo Tarefa, que é integrado pelo F44, uma aeronave Wild Lynx (AH-11B), um destacamento de mergulhadores de combate e de fuzileiros navais.

“A Operação GUINEX I é, portanto, a materialização da crença de que os países da Costa Ocidental africana, juntamente com o Brasil, desempenham um papel importante no cenário internacional para manter a estabilidade, segurança e prosperidade do Atlântico Sul”, rematou a mesma fonte.

LN/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos