São Vicente: Militares da 1ª Incorporação de 1975 terão estatuto semelhante ao dos combatente – associação

Mindelo, 20 Fev (Inforpress) – O líder da Associação dos Militares da 1ª Incorporação de 1975 (Amincor-75), em São Vicente, garantiu hoje à Inforpress que o próximo Governo vai-lhes dar dignidade com um estatuto idêntico ao dos Combatentes da Liberdade da Pátria.

Manuel Fortes, que é militar de carreira, falava à margem de uma reunião promovida pela Amincor-75 na escola João José dos Santos, em Ribeirinha.

Segundo a mesma fonte, o objectivo da reunião era divulgar aos membros da associação os resultados do processo do pedido de reconhecimento destes militares, que foi discutido na Assembleia Nacional.

“Fizemos esta reunião para divulgar o que se passou na Assembleia Nacional. Admitiram que é nosso direito ter esse reconhecimento e qualquer governo que for eleito, nas próximas eleições legislativas, terá que nos dar um estatuto, embora não será de combatente porque isso exigiria mexer no Estatuto dos Combatentes”, clarificou o responsável.

Segundo Manuel Fortes este reconhecimento poderá vir através de um decreto-lei ou de um projecto-lei, mas isso vai depender da concertação entre o próximo governo e a Assembleia Nacional.

“O que ficou decidido é que o partido que vencer a eleição fará esse trabalho junto com a Assembleia Nacional”, reiterou a mesma fonte.

O militar informou que no decorrer desse processo “é bem provável” que peçam os documentos que comprovem os nomes dos que integraram a 1ª Incorporação de 1975.

Mas lembrou que tais comprovativos poderão ser disponibilizados pelas Forças Armadas de Cabo Verde.

O certo é que, defendeu, este reconhecimento será um “grande ganho” para muitos militares que “contribuíram para acelerar a independência de Cabo Verde”  e que “hoje vivem situações lamentáveis, passam fome, outros estão doentes e auferem vencimentos de miséria”.

CD/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos