Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Masa Floating Music Hub começa a funcionar no mês de Agosto

Mindelo, 12 Jun (Inforpress) – O Estúdio Mansa Floating Hub, no Mindelo, promovido pelo empresário Samba Bathily começa a funcionar no mês de Agosto, após a preparação da lista de artistas que vão participar no primeiro intercâmbio.

Esta Informação foi avançada hoje em conferência de imprensa pelo empresário Samba Bathily, que apresentou o músico Teddy Riley como coordenador, curador e director artístico do Mansa Floating Hub e aproveitou, igualmente, para enaltecer o protocolo para a salvaguarda dos direitos autorais com a Sociedade Cabo-Verdiana de Música (SCM).

Segundo o empresário, o início da caminhada para concretizar este projecto foi dado em 2019, quando trouxe a São Vicente uma comitiva de empresários, agentes culturais e artísticos.

A ideia, explicou, é juntar no floating hub, na cidade do Mindelo, várias linguagens artísticas, em formato de residência artística.

No caso da música, adiantou Samba Bathily, mensalmente virão à São Vicente artistas que, através de “um processo de competição e intercâmbio, serão escolhidos para ter uma residência com artistas locais”.

A mesma fonte adiantou que “as indústrias criativas irão ferver”, através do intercâmbio do diálogo criativo”, porque estarão no palco “outras linguagens artísticas nomeadamente a gastronomia, com grandes chefes africanos, fashion designers, fotografias, cinema, artes plásticas, entre outros, promovendo um “diálogo entre africanos, para africanos e daqui para fora”.

Por sua vez, a presidente da SCM, Solange Cesarovna, considerou o momento “simbólico” que lança sementes para “uma grande oportunidade de ter a retoma de uma dinâmica cultural a nível dos sonhos dos cabo-verdianos que sempre respirou e que respira cultura”.

A mesma destacou que o protocolo firmado entre a SCM e o Mansa Floating Hub, assinado nopassado mês de Abril, possibilitam que ambos trabalhem juntos para consolidar a missão da defesa dos direitos autorais dos artistas musicais de Cabo Verde, de africanos e de quem visitar Cabo Verde, não só através das residências artistas, mas também grandes nomes sonantes da indústria da música do mundo.

O músico Teddy Riley, apesar de realçar que conhece um pouco da música cabo-verdiana, diz-se naturalmente apto, como profissional e como músico, para apreender, sentir e tocar as estéticas, as linguagens e a cultura musical de Cabo Verde.

CD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos