São Vicente: Mariventus promove música cabo-verdiana na Womex 2022 com o projecto “Música gera cultura, Música gera economia” (c/áudio)

Mindelo, 14 Out (Inforpress)- A empresa Mariventus vai promover a música cabo-verdiana, principalmente a morna Património Cultural Imaterial da Humanidade, na Womex 2022, que arranca a b19 de Outubro, em Lisboa, Portugal, através do projecto “Música gera cultura, Música gera economia”.

Esta Informação foi avançada hoje em conferência de imprensa por um dos promotores da Mariventus, Conceição Delgado, que explicou que a participação no Womex surgiu a partir de um convite da Procultura PALOP-TL, que financia o projecto “Música gera cultura, Música gera economia”, responsável por levar concertos de música tradicional cabo-verdiana às praças da cidade do Mindelo, em São Vicente.

“Eles acharam que o nosso projecto enquadra-se dentro deste grande evento, desta montra e exposição mundial de música do mundo. E o objectivo do projecto Música gera cultura, Música gera economia sempre foi a promoção da música cabo-verdiana”, explicou.

Segundo Conceição Delgado, tendo em conta que o projecto é focado na música tradicional, desde a morna, a coladeira, o funaná e o batuque, o Womex “será mais um palco para promover a morna enquanto Património Cultural Imaterial da Humanidade”.

Para isso, avançou, estarão na stande da Procultura junto com outros projectos dos países africanos de língua portuguesa e de Timor Leste para em conjunto promover os respectivos países e culturas .

“Sendo que nós somos convidados da Pro-cultura, que tem um stand no Womex nos de Cabo Verde, vamos estar com os outros projectos dos PLAOP e nós, em conjunto, vamos promover o nosso continente, os nossos países e as nossas culturas”, adiantou.

O Womex 2022 será realizado no Altice Arena, até 23 de Outubro, onde estarão mais de 100 stands com produtores, agentes culturais, artistas, músicos entre outros profissionais.

Por isso, conforme a mesma fonte, será “um palco de interesse”, onde terá gente que vai “vender as suas músicas, as suas culturas” e a Mariventus pretende não só promover o seu projecto, mas também “apreciar e aprender”, assistindo os concertos que decorrerão no evento.

“Vamos levar os nosso projectos, vamos levar vídeos, tudo o que é relacionado com este projecto para encontrar mais parceiros nesse mercado, criar networking (rede de contactos) com outros produtores e agentes culturais e trazer mais conhecimento e enriquecer vendo como se se organizam grandes eventos e dentro do Womex”, acrescentou.

Segundo a organização, a Womex é o encontro musical “mais internacional e culturalmente diverso” do mundo e a “maior conferência” do cenário musical global, com feira, palestras, filmes e shows de vitrine.

De acordo com a mesma fonte, mais de 2.600 profissionais de 90 países se reúnem em Outubro, na “principal plataforma de networking” para a indústria musical mundial.

Sete palcos, cerca de 700 empresas expositoras, mais de 100 palestrantes, filmes, um concerto de abertura e uma cerimónia de premiação vão fazer parte de cinco dias do evento que tem como objectivo “apoiar e fortalecer” o papel da cultura em todo o mundo e difundir seus valores através da promoção da criatividade e da arte.

Com 28 anos de existência, a Womex teve a edição de 2021 no Porto (Portugal), de 2020 teve edição ‘online’, 2019 foi em Tampere, Finlândia, 2018 em Las Palmas, Gran Canaria, Espanha, e 2017 foi em Katowice, Polónia.

CD/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos