São Vicente: Livro “Txon Vendido” de Tchalê Figueira apresentado hoje no Centro Cultura do Mindelo

Mindelo, 18 Jun (Inforpress) – O livro “Txon Vendido”, do escritor e artista plástico, Tchalê Figueira, é apresentado hoje no Centro Cultura do Mindelo, sob a chancela da Editora Pedro Cardoso.

Segundo uma nota da editora enviada à Inforpress, a obra, que será apresentada por José Rodrigues, retoma a epopeia trágica das ilhas iniciada com “Solitário”, que narra o êxodo da população, em fuga à sepultura das areias do deserto.

De acordo com o mesmo documento, “o autor desvenda, em jeito de thriller político, os contornos de uma intrincada corrupção que envolve líderes políticos do país das ilhas e da União Europeia. “Com a bênção dos EUA, querem transformar o cemitério de areias num depósito nuclear internacional. Mas, a bela Kyoko faz desmoronar a trama”.

“Demasiados confiantes, os políticos não previram que alguns se deixassem ficar nas ilhas, se organizassem em guerrilha, e dominassem o exército que os procura dizimar. Um acaso do destino, e um capricho da natureza, acabam por transformar as ilhas naquilo que levaram longínquos navegadores, nelas arribados, a baptizá-las de verdes”, lê-se na nota.

Tchalê Figueira nasceu na cidade de Mindelo, São Vicente, em 1953. Aos 17 anos emigrou-se para Holanda, onde foi viver na cidade de Roterdão. Porém, permaneceu pouco tempo nessa cidade, viajando por vários países da Europa, Ásia e Américas.

Em 1974, instalou-se em Basiléia (Suíça), onde frequentou a escola de belas artes, definindo o território suíço como a base da sua evolução artística.

Regressou a Cabo Verde em 1985 e residiu entre a Cidade da Praia, onde possui um ateliê, e a cidade de Mindelo, onde abriu em Dezembro de 2014 a galeria “Ponta D’Praia”.

Tchalê Figueira possui uma vasta colecção pictórica, reconhecida em diversos países, fruto das diversas exposições concretizadas ao longo do seu percurso artístico.

Como poeta e romancista publicou “Todos os Naufrágios do Mundo” (1992), “Onde os Sentimentos se encontram” (1998), “O Azul e Luz” (2002), “Solitário” (2005), “Ptolomeu e a sua Viagem de Circum-navegação”, (2005), “Contos de Basileia” (2011), “A Viagem” (2013).

Lançou ainda “A India que todos procuramos” (2014), “Solitude Blues”, “Uma Pequena Odisseia Mindelense”, “Moro Nesta Ilha Há Mais de Cinquenta Anos & Outros Contos” (todos em 2016), “Curtos – 7 contos” (2017), “Idade Poética” (2018) e “A Viagem” (Reimpressão revista e alterada, 2019).

CD/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos