São Vicente: Linha Verde para denúncias de actos ilícitos contra tartarugas marinhas e apanha de areia já está disponível – Biosfera

Mindelo, 29 Jun (Inforpress) – A associação ambiental Biosfera 1 já tem disponível a partir de hoje a Linha Verde, que permitirá aos cidadãos fazer denúncias de actos ilícitos contra as tartarugas marinhas e ainda de apanha ilegal de areia nas praias.

A “Linha Verde SOS Tartarugas” poderá ser acedido através do número 800-1234 e permitirá que pessoas, de forma anónima, se preferirem, e até no conforto das suas casas efectuem denúncias de qualquer actividade ilícita na questão das tartarugas marinhas, ou mesmo na apanha de areia, segundo avançou antes o presidente da associação, Tommy Melo, à Inforpress.

“A Biosfera 1 irá receber as chamadas de número verde, que estará disponível a qualquer cidadão e de forma gratuita e encaminhar às autoridades em questão”, lançou.

Um instrumento, que, considerou Tommy Melo, vai ajudar nas campanhas de protecção implementadas pela instituição, em São Vicente e Santa Luzia.

No caso de São Vicente, a campanha arrancou no dia 22 de Junho com a Biosfera 1 a operar em parceria directa com as outras entidades na ilha, entre as quais, o Instituto do Mar (IMar) e a associação Ponta d´Pom.

“A Biosfera irá ter um papel muito importante na faixa que vai desde o norte de Baía até à zona do Calhau, ali será a zona em que os efectivos estarão a operar diariamente e com vigias noturnas, em contacto com as autoridades”, explicou o ambientalista, que adiantou vigias, tanto para o controlo da actividade ilícita relacionada com tartarugas, mas também com a extração de areia, que tem sido prática nessa área.

Quanto à Santa Luiza, o início da campanha deverá iniciar no final deste mês, para uma época que Tommy Melo espera ser “tranquila”, já que a associação vem trabalhando com as comunidades piscatórias e numa “grande parceria”.

Mas, por razões climatéricas, que prevê um ano de ocorrências de “fortes chuvas”, a Biosfera já tem o pessoal de campo já de sobreaviso e com um plano em ‘stand-by’ para o caso de haver estragos.

A campanha também contempla factores relacionados com a pandemia da covid-19, tendo a instituição entrado em contacto com a Delegacia de Saúde de São Vicente, que, assegurou a mesma fonte, respondeu com prontidão para a realização de testes a todo o pessoal, que for trabalhar em Santa Luzia.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos