Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Grupo de rappers de Alto Bomba lançam Kubaka Projecto para levar voz da comunidade mais longe

Mindelo, 11 Mar (Inforpress) – Um grupo de jovens da zona de Alto Bomba, no Mindelo, lança a partir desta sexta-feira, 12, o Kubaka Projecto, para unir a comunidade e levar a sua voz mais longe, avançou um dos promotores, J-Son.

Jason Ferreira, de nome artístico J-Son, foi um dos rappers que participou da iniciativa, juntamente com outros sete rappers e dois `beats makers´, que se enquadra no projecto Outros Bairros, promovido pelo Governo para intervir nos bairros informais de Cabo Verde, com a missão de contribuir para a sua transformação, através da reabilitação, revitalização e acessibilidades.

No sítio-piloto, Alto Bomba, a intervenção também teve outras vertentes, entre as quais de valorização do estúdio de música caseiro Kubaka Records, existente na zona há cerca de cinco anos, e que permitiu a realização do Kubaka Projecto, conforme explicou J-Son à Inforpress.

“O projecto Outros Bairros permitiu-nos fazer uma reflexão sobre a política em si, mas também sobre a vivência na zona e mostrar-nos que não é sozinhos, mas sim com a ajuda do companheiro, que poderemos desenvolver”, considerou o jovem, acrescentando que a iniciativa os fez “mudar a mente capitalista e olhar que a união é que faz a força”.

Este modo de ver, que, segundo a mesma fonte, está espelhado na música de estreia do trabalho “Sombralt”, que juntamente com mais seis músicas compõe o disco Kubaka, cujo pré-lançamento está marcado para esta sexta-feira, 12, na Praça Nhô Jon, em Alto Bomba.

“Sombralt fala da nossa vivência e do escuro sombrio que existe no gueto”, resumiu J-Son, enaltecendo a colaboração do projecto Outros Bairros, que deu, ajuntou, um “novo alento aos jovens da zona e outros conhecimentos”.

O colega Gzoo também é da mesma opinião e ressaltou o “conceito super bom” do KubaKa Projecto para o hip hop sanvicentino e de Cabo Verde em geral, especialmente por ter contado com “fortes parcerias” como a curadoria do sociólogo Redy Wilson Lima e ainda a colaboração dos rappers Revan Almeida, fundador da Editora Kaza Preta; Lenine Melo, vulgo DJ Letra e ainda Carlos Hernâni, vulgo GG –do Hip Hop Art.

“Pude ver que os outros rappers até agora não sabiam o que estavam a fazer, porque a intervenção do rapper deve ser trazer uma outra visão da comunidade e a ajudar a desenvolver-se”, considerou Gzoo, à Inforpress, garantindo que já têm outros projectos em mente para um futuro bem próximo.

Mas por agora, concentram-se no CD Kubaka, que tem pré-lançamento na sexta-feira, e lançamento propriamente dito nas plataformas digitais, no dia 14. O grupo pretende ainda divulgar nas plataformas digitais o video-clipe da música Sombralt, com estreia no dia 13.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos