Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Germano Almeida acredita ser “falha” do sistema educativo que “datas importantes” do País estejam fora dos currículos

Mindelo, 12 Jan (Inforpress) – O escritor e advogado Germano Almeida considerou hoje, no Mindelo, que é “falha” do sistema educativo que “datas importantes” do País como o Dia da Liberdade e mesmo as fomes estejam excluídas dos currículos escolares.

Segundo a mesma fonte, que falava à imprensa à margem de uma conversa com alunos do 10º ano da Escola Secundária José Augusto Pinto sobre o 13 de Janeiro – Dia da Liberdade da Democracia – existem datas no País que precisam ser ensinados aos jovens e preservados, principalmente o 13 de Janeiro e o 05 de Julho – Dia da Independência.

“Acho que nós temos que colocar essas datas nos currículos escolares, porque no final das contas, nós somos a nossa história. Nós temos que fazer com que os alunos e as pessoas em geral conheçam a nossa história, porque se não soubermos de onde viemos, não saberemos para onde ir”, sustentou.

Germano Almeida aproveitou para falar ainda sobre o recente livro de José Vicente Lopes sobre as fomes em Cabo Verde, que acredita ser “extremamente importante” para se conhecer essa parte da história do País.

“É um lado da nossa história que de certa forma nos orgulha, termos conseguido atravessar todas essas épocas de fome e continuarmos ainda vivos até hoje e estarmos a criar uma nação a partir de toda essa história, acho que merece ser sabido”, sublinhou o escritor, para quem é uma “pena” que isso não faça parte dos currículos escolares.

Por isso, advogou que isto é uma das “muitas falhas” do sistema de ensino, que também “não dá a conhecer figuras importantes” da história nacional.

Germano Almeida admitiu, por outro lado, não ser “tão importante” saber a “paternidade” de datas como o 13 de Janeiro e o 05 de Julho, mas sim, defendeu, “são datas nacionais, que todos devem comemorar”.

E é nesta mesma senda que o liceu José Augusto Pinto organiza hoje e na próxima segunda-feira, 17, duas actividades sob o lema “Conversando com …”para assinalar duas dessas efemérides, conforme explicou à Inforpress a coordenadora da Cultura Cabo-verdiana, Marília Barros.

“Queremos que os alunos aprendam mais, que tenham consciencialização maior e maior conhecimento”, disse a mesma fonte, que convidou hoje o escritor Germano Almeida para falar sobre o Dia da Liberdade e o combatente Luís Fonseca, para falar sobre o Dia dos Heróis Nacionais, dia 20 de Janeiro.

LN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos