São Vicente/final de ano: Polícia Nacional regista aumento de ocorrências em relação a 2019 mas com “menos gravidade” – responsável 

Mindelo, 06 Jan (Inforpress) – A Polícia Nacional, em São Vicente, registou um aumento de ocorrências nas festas de final de ano, em relação a 2019, mas com “menos gravidade”, anunciou hoje o porta-voz da corporação, subintendente Albertino Cruz.

Segundo a mesma fonte, que falava na tarde de hoje em conferência de imprensa, no Mindelo, para fazer o balanço da “Operação Natal e final de ano em segurança”, no período de 15 de Dezembro até esta terça-feira, 05, foram recebidas 210 denúncias de diversa ordem.

Este número, que é maior do que no mesmo período do ano passado, com 163, mas ainda assim com “menos gravidade”.

Albertino Cruz nomeou 79 denúncias de crimes contra pessoas, entre as quais 41 de ofensas à integridade física, 21 ameaças e seis por Violência Baseada no Género (VBG).

Em relação a crimes patrimoniais foram registadas 131 denúncias, sendo 65 furtos (23 em residências, 16 em via pública, 14 em viaturas e 12 em estabelecimentos comerciais) e 48 roubos (26 na via pública e 22 em residências).

O serviço de emergência (132) registou um total de 1254 solicitações que foram, segundo a mesma fonte, “prontamente atendidas” pelas equipas de piquete, Brigada Anti-Crime (BAC) e pelo Corpo de Intervenção.

Quanto a detenções, foram detidos 78 indivíduos, dos quais 50 para efeitos de identificação e 28 presentes ao Ministério Público.

No que toca ao trânsito, registaram-se 46 acidentes de viação, que resultaram em 12 feridos ligeiros, cinco com alguma gravidade e ainda uma morte por queda de velocípede. Foram ainda fiscalizados 749 veículos e aplicadas 56 coimas no valor total de 530 mil escudos.

O subintendente Albertino Cruz garantiu que a Polícia Nacional teve ainda em atenção o cumprindo da lei sobre o uso de máscara na via pública, tendo sido fiscalizadas 3.500 pessoas e aplicadas 16 coimas no valor total de 24 mil escudos.

Mesmo com todas estas ocorrências, o responsável da Polícia Nacional considerou que a quadra festiva decorreu de forma “tranquila, reinando o civismo e a colaboração da população”.

“Os casos, ora apresentados, são casos rotineiros, sem algo de extraordinário, que pudesse manchar o trabalho desenvolvido pelo Comando Regional de São Vicente”, asseverou o coordenador do plano, aproveitando para deixar uma palavra de apreço e reconhecimento ao efectivo pelo “profissionalismo, competência e comprometimento demonstrados no cumprimento de mais esta missão”.

LN/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos