Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente/FIC’2019: Preparativos na recta final a 24 horas da abertura oficial

Mindelo, 12 Nov (Inforpress) – A montagem dos 180 stands de 88 expositores que vão mostrar os seus produtos e serviços na edição 2019 da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) decorre em bom ritmo, constatou a Inforpress no local.

Quando, às 17:00 desta quarta-feira, 13, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, declarar a aberta esta edição da FIC, a última que irá decorrer nos pavilhões da Laginha, a organização terá o espaço pronto para receber os empresários, homens de negócio e o público, este com um horário específico de visita, das 19:00 às 21:00.

Esta 23ª edição, com efeito, vai decorrer durante quatro dias sob o lema “Cabo Verde, uma economia de circulação no atlântico médio”, e, segundo o presidente do conselho de administração da FIC, Gil Costa, que organiza o certame, tudo num ano em que o continente africano assume o “desafio de robustecer” o comércio internacional, através da criação da Zona de Livre Comércio Africano.

Cabo Verde, continuou a mesma fonte, na qualidade de país membro de pleno direito da organização, e “estrategicamente localizado” no cruzamento das rotas dos continentes africano, europeu e americano, deseja assumir o “desígnio de potenciar ainda mais” este mercado, através da promoção de produtos, serviços e oportunidades de negócio, com incentivos ao investimento, complementado pelo Centro Internacional de Negócios (CIN).

Assim, Gil Costa considera que a 23ª edição da FIC terá o condão de reunir os principais parceiros, empreendedores, exportadores, importadores, revendedores, distribuidores e prestadores de serviço, de e para este mercado e seus parceiros, com o propósito, sintetizou, de promover negócios, possibilitar a transferência de conhecimentos e parcerias empresariais.

Para além da mostra de produtos e serviços e dos encontros de negócio, a FIC ‘2019 tem uma programação paralela que inclui visitas empresariais, reuniões e apresentações técnicas e painéis de debate alusivos ao tema desta edição.

“O objectivo é promover oportunidades de negócio, perceber as tendências e os desafios deste mercado, constituído por 54 países membros, e com cerca de 1,3 mil milhões de potenciais consumidores”, ilustrou o presidente do conselho de administração da FIC.

Os visitantes profissionais, a cada ano em número “muito superior”, e oriundos, desta vez, de mais de dez países da Europa, da América do Sul, de África e da Ásia, sendo a maioria dos expositores empresas de direito cabo-verdiano (69%), seguidas de Portugal (29%) e Brasil (2%).

Gil Costa informou ainda que a organização investiu cerca de dez mil contos no evento, para além de outros investimentos dos expositores, que eleva para cerca de 20 mil contos o total do orçamento da FIC-2019.

A expectativa da organização é, ao logo de quatro dias, receber visitas diárias na casa das 3.000 pessoas, ou seja, um crescimento de 20% em relação à anterior edição.

O acto de inauguração da 23ª edição da FIC ocorre esta quarta-feira, 13, será presidido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e enquadra discursos do presidente da FIC, Gil Costa, do presidente da Câmara de Comércio do Barlavento, Belarmino Lucas, e do presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, para além do primeiro-ministro.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos