Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Falta um mecanismo sustentável para o financiamento do Desporto em Cabo Verde – ministro

Mindelo, 08 Mai (Inforpress) – O ministro do Desporto considerou hoje, no Mindelo, que Cabo Verde ainda não tem um mecanismo sustentável para o financiamento do desporto, mas que, até lá, há que apostar em “formas criativas” de financiamento.

A declaração foi proferida por Fernando Elísio Freire durante um encontro que manteve com representantes de associações, federações e clubes desportivos de São Vicente em que, curiosamente, a questão do financiamento, ou falta dele, foi transversal em todas as intervenções.

Os agentes desportivos de São Vicente aproveitaram a ocasião para pedir uma pista de atletismo para a ilha, mais incentivos para clubes e associações, aumento da verba do contrato-programa com as federações, mais apoios às escolas de iniciação desportiva, para além de manifestações de “uma certa frustração” por “muitas promessas adiadas” e “potencialidades perdidas”.

O ministro mostrou-se confiante no rumo que o Governo definiu para o desporto cabo-verdiano, a começar por uma “vasta renovação” na ossatura da legislação que rege o fenómeno desportivo, convicto de que, assinalou, há, mesmo assim, condições para o país dar um “salto enorme”, pese o factor financiamento.

Fernando Elísio Freire informou os representantes da comunidade desportiva sanvicentina, demoradamente, sobre a reforma da legislação desportiva, em curso, e assumiu que, para São Vicente, os compromissos do Governo passam pela criação de um Centro de Rendimento Desportivo, a reabilitação do Estádio Adérito Sena e a potencialização da modalidade ténis, permitindo que esta “dê o salto”, aproveitando as infra-estruturas existentes na ilha.

Na ocasião foi ainda rubricado um acordo tripartido entre a câmara de São Vicente, a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) e Direcção-geral do Desporto (DGD) sobre a primeira fase das obras de requalificação do Estádio Adérito Sena, as quais são “o primeiro passo” para a certificação do estádio para receber jogos internacionais.

Segundo explicou o vice-presidente da FCF, Paulo Santos, segue-se agora o lançamento do concurso para que as obras arranquem ainda este ano.

Na mesma cerimónia, num outro momento, mas sempre com a presença do ministro do Desporto, foi assinado entre a DGD e a Câmara Municipal de São Vicente um contrato-programa que se destina à implementação de um Centro de Alto Rendimento Desportivo na ilha de São Vicente, tendente, conforme afirmaram as partes, a consolidar a performance dos agentes desportivos, projecto financiado pelo Governo no montante de três mil contos.

No final da cerimónia, o ministro do Desporto considerou que, com os acordos rubricados, ficam dados “passos importantes” para trazer “de novo” a selecção de Cabo Verde de futebol a São Vicente, um acto de “soberania e de identidade nacional”.

“Que as parcerias frutifiquem e que deem frutos para o futuro”, concluiu o titular da pasta do Desporto que, no âmbito do seu programa de visita a São Vicente, deve proceder quinta-feira, 09, em representação do Governo, a abertura oficial de uma conferência sobre a insolvência e recuperação de empresas.

Ainda na quinta-feira, o ministro Fernando Elísio Freire visita algumas obras do Governo na ilha de São Vicente e, ao fim da tarde, participa no evento comemorativo do Dia da Europa, em Cabo Verde.

AA/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos