Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Escola Semião Lopes ganha sala multimédia que vai beneficiar 323 alunos

São Vicente, 01 Out (Inforpress) – A escola básica Semião Lopes, em Bela Vista, ganhou hoje uma sala multimédia que beneficia 323 alunos, uma oferta da Binter Cabo Verde, que apoia o Ministério da Educação em pinturas e apetrechamento de algumas infra-estruturas escolares.

Segundo o coordenador pedagógico da escola, Milton Duarte, a oferta da sala e ainda de mais seis computadores, mostra-se de “grande importância”, na medida em que vai permitir que os 323 alunos, do primeiro ao quarto ano, tenham acesso às novas tecnologias.

“É algo que estávamos a aguardar há muito tempo, mas calhou em boa hora”, lançou Milton Duarte.
Um “grande gesto” que, no entender da delegada local de Educação, Maria Helena Andrade, vai beneficiar todo o agrupamento escolar.

“Veio em boa hora, quando temos como objectivo levar a tecnologia a todos e não deixar ninguém de fora”, disse a responsável, que sublinhou o facto de estar-se a implementar, neste ano lectivo, as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) aos estudantes do quinto e sexto anos.

Esta oferta, que incluiu ainda pinturas de salas de aula e da fachada, e, igualmente, recuperação da vedação, segundo o director-gerente da Binter Cabo Verde, Luis Quintas, faz parte do projecto, desenvolvido juntamente com o Ministério da Educação, de pintar e equipar três escolas do país com computadores.

Neste conjunto, duas já foram contempladas, a escola da Achada Grande Frente, na Cidade da Praia, e agora a “Semião Lopes” e está-se à procura da terceira escola que vai ser escolhida por estes dois parceiros.

No caso de São Vicente, Luís Quintas avançou um orçamento de três mil euros, em que não se inclui os seis computadores.

A reabilitação da escola Semião Lopes, conforme a delegada de educação, teve a “colaboração incansável” do futebolista Nando, que ofereceu a sua mão-de-obra para os trabalhos de reabilitação, e ainda da associação comunitária da zona de Bela Vista e algumas empresas.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos