Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Enapor tem cerca de 30 marcações para acostagem de navios cruzeiros para Outubro – PCA (c/áudio)

Mindelo, 01 Set (Inforpress) – O presidente do Conselho da Administração da Enapor, Alcídio Lopes, disse hoje que a empresa gestora dos portos já tem cerca de 30 marcações para acostagem de navios cruzeiros para o mês de Outubro.

Alcídio Lopes falava durante o painel sobre “a retoma da economia no sector marítimo e portuário em contexto pós-pandemia”, no quadro das celebrações do 39º aniversário da Enapor, sob o lema “Portos de Cabo Verde uma nova perspectiva futura”.

Segundo o responsável, este é um “sinal animador para o futuro”, mas   defendeu que “a retoma deste segmento, dos mais afectados a nível mundial, está dependente de questões de segurança e de confiança no mercado.

Conforme o PCA da Enapor, apesar do “ano difícil de 2020, que apresentou uma redução de 454 mil toneladas de carga em relação a 2019, este ano até o mês de Julho, a actividade portuária registou números “bastante interessantes”.

“Temos mais três por cento de escalas de navios, mais 25 por cento (%) de passageiros, aliás nos últimos dois meses, o fluxo aproxima-se muito do ano de 2019 a nível do transporte marítimo”, afiançou regozijando-se ainda com o “crescimento a nível de mercadorias de mais 2,3%, comparado com 2020”.

Igualmente, acrescentou que se está a preparar para a retoma do processo de privatização das operações portuárias, que foi suspenso no ano passado devido ao surto pandémico e que a construção do Terminal de Cruzeiros, cujas obras foram adjudicadas a um consórcio luso-cabo-verdiano, está em processo de arranque.

Além disso, para Alcídio Lopes há outros “desafios futuros que se afiguram determinantes, principalmente no que diz respeito à sustentabilidade ambiental e à crescente digitalização e inovação”.

“Percebemos, com a pandemia da covid-19, que é vital dispor de uma estratégia. Estar cada vez mais nas plataformas digitais de forma profissional e com qualidade e que é importante que os trabalhadores estejam reunidos e solidários para responderem prontamente às necessidades de sobrevivência das empresas”, defendeu Alcídio Lopes.

O PCA da Enapor também avançou que um dos projectos portuários mais estratégicos é a construção de centros logísticos e de mercadorias nas diferentes ilhas. Isto porque, explicou, deverá proporcionar contribuições importantes para o crescimento da economia do mar e será crucial para aproximar os centros de produção aos mercados consumidores.

CD/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos