Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Edilidade consegue aprovar em Assembleia Municipal proposta de permuta de terreno para extensão do HBS

 

Mindelo, 09 Mai (Inforpress) – A edilidade mindelense conseguiu aprovar hoje em Assembleia Municipal (AM), a proposta de permuta de terreno que apresentou, tendo em vista a realização de obras de ampliação das instalações do Hospital Baptista de Sousa (HBS).

Esta proposta, à volta da qual se gerou muita polémica nesses últimos dias com os partidos da oposição a se posicionarem contra, particularmente o PAICV que considerou estar-se perante “um negócio da China”, conseguiu finalmente obter a autorização da Assembleia Municipal, com votos favoráveis do MpD, que suporta a edilidade, contra do PAICV e abstenção da UCID.

A bancada do MpD, pela voz do eleito municipal António Pedro Rodrigues, falou de “vitória política histórica” para redundar em ganhos para o sistema de saúde.

No âmbito deste acordo de permuta, a Câmara Municipal abriu mão de um trato de terreno estimado em 5.800 metros quadrados para um privado, em troca de um outro trato de 2.620 metros quadrados onde o hospital de Mindelo vai meter obras para ampliar as suas instalações.

A polémica se instalou porque o trato do terreno cedido pela edilidade é contíguo às instalações da Academia Carlos Alhinho, sendo conhecido por “basket”, numa alusão à área desportiva que se considera ficar “literalmente engolida”.

Mas o presidente da câmara, Augusto Neves, afirmou em conferência de imprensa hoje de manhã que as instalações da Academia Carlos Alhinho irão continuar de vocação desportiva, embora os partidos da oposição representados na Assembleia Municipal, PAICV e UCID, “desconfiam desta bondade” e receiam que nasça ali um edifício para “especulação imobiliária”.

Alcides Graça, do PAICV, criticou na segunda-feira o negócio, considerando que a autarquia está a “favorecer” um empresário em detrimento dos interesses da população de São Vicente, mas Augusto Neves desvaloriza as diferenças entre as dimensões dos dois espaços, de mais de 50 por cento, e afirma que a saúde não se mede por metro e nem tem preço.

Monte Sossego, o bairro mais populoso do Mindelo, tem a partir de hoje terreno para centro de saúde da localidade.

A Assembleia Municipal autorizou a câmara a ceder ao Ministério da Saúde uma área na Avenida da Holanda, conhecida como Oeiras.

AT/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos