São Vicente: Deputado denuncia “situação precária” de universitários e propõe redução das propinas

Mindelo, 18 Fev (Inforpress) – O deputado nacional Odailson Bandeira assegurou hoje que estudantes universitários de Santo Antão passam por “situações precárias” e por isso pede que seja reduzido propinas na universidade pública e criação de unidade universitária naquela ilha.

O eleito do Partido do Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) pelo círculo eleitoral de Santo Antão, que falava hoje em conferência de imprensa, no Mindelo, disse que tal conferência foi motivada pela “história emocionante e inspiradora” do jovem Davidson Gomes, natural também de Santo Antão que, neste momento, trava uma luta para concretizar o sonho de ter uma formação superior.

Segundo a mesma fonte, o jovem matriculou-se na universidade pública, Uni-CV, e concorreu à uma bolsa da Ficase, mas, infelizmente, não foi um dos seleccionados, é também trabalhador-estudante, filho de mãe carenciada e órfão de pai e aufere um salário que lhe permite pagar apenas as despesas de estadia no Mindelo e, assim sendo, não consegue pagar as propinas.

História essa que Odailson Bandeira disse ter colocado num post no Facebook, com grande repercussão e que permitiu ao Davidson encontrar pessoas para o ajudar a pagar a propina.

Odailson Bandeira considerou que a estratégia não pode ser utilizada para ajudar todos os estudantes, que neste momento passam por dificuldades, daí ter tomado a decisão de denunciar a “situação precária” por que passam muitos universitários não bolseiros de Santo Antão no Mindelo e na Praia, e também, “provocar e/ou suscitar alguma reflexão junto da sociedade cabo-verdiana e do Governo, no que tange a problemática do ensino superior”.

“Dada a esta situação desagradável e constrangedora, que arrasta ano após ano, entendemos que é preciso flexibilizar e assegurar o acesso inclusivo e justo ao ensino superior”, considerou a mesma fonte, para quem “nenhum cabo-verdiano, pode ser ou sentir-se discriminado, relativamente ao ensino superior e o seu acesso, por ter nascido na Brava, em Santo Antão, no Maio ou em São Nicolau”.

“Aqui, cabe ao Estado criar as condições objectivas visando garantir e assegurar o acesso justo, independentemente da ilha de onde o estudante é proveniente. Por outro lado, entendemos que o filho de um agricultor ou de uma peixeira, ou de uma rabidante, ou de uma balconista, também têm o direito a ter acesso à uma formação superior”, completou.

Odailson Bandeira aproveitou para lançar algumas pistas para reflexão e debate, entre as quais a “redução substancial” das propinas e taxas na universidade pública, que considerou ser exagerada para a realidade socio-económica do País, “isso tendo em conta que a Uni-CV não se trata de uma empresa com fins lucrativos”.

Em jeito de compensação por causa da perda de receitas deverá, ajuntou, ser aumentada, consideravelmente, a subsidiação do Estado à universidade e melhor exploração das vertentes de investigação e extensão.

O deputado pediu, por outro lado, a “isenção de propinas aos estudantes oriundos de famílias desprovidas de recursos financeiros, exigindo como contrapartida o aproveitamento desses estudantes”.

Propôs outras medidas como redefinição dos critérios de bolsas de estudos e criação de mecanismos para empréstimos de longa duração para custear os estudos.

 Odailson referiu ainda à Instalação efectiva do ensino superior em Santo Antão, com uma “unidade funcional e com alguma autonomia”.

“Criando condições para a fixação de duas ou três dezenas de professores, o que irá promover e fazer crescer a massa crítica da nossa ilha e dinamizar toda uma economia a volta deste sector que, ao nosso ver é transversal”, defendeu o deputado, que pediu, por outro lado, aos estudantes para também se organizarem em associação para reivindicar os seus direitos e mobilizar recursos através da solidariedade.

A conferência de imprensa contou ainda com os testemunhos dos estudantes Davidson Gomes e Tairine Rocha, que relataram as dificuldades por que passam.

LN/CP

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos