Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Consumo de bebidas alcoólicas é elevado e sugere preocupação – responsável da IGAE (c/áudio)

Mindelo, 24 Ago (Inforpress) – Quinze agentes de fiscalização recebem formação em controlo do uso álcool em São Vicente, ilha que a directora de Serviço de Fiscalização da Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE) considera ter uma taxa de consumo “elevada”.

Daí a pertinência desta formação promovida pela Comissão de Coordenação de Álcool e outras Drogas (CCAD), a IGAE e a Organização Mundial da Saúde (OMS), conforme adiantou Sara Pereira à Inforpress, com a finalidade de capacitar os agentes de fiscalização em matéria de consumo de bebidas alcoólicas.

“Tem a particularidade da apresentação de estudos feitos pela CCAD e aponta pontos de situação relativamente ao consumo e a qualidade das bebidas alcoólicas em Cabo Verde”, explicou a directora de serviço da IGAE para quem a acção formativa, realizada entre esta quinta-feira e hoje, permitirá despoletar “novas sinergias” entre as instituições com responsabilidade nessa matéria.

No caso de São Vicente estão a ser formados 15 agentes representantes de instituições como Polícia Nacional, Câmara Municipal e a Delegacia de Saúde que, de forma conjunta, ajuntou, pretendem intervir na ilha com uma “situação preocupante” de consumo de bebidas, ainda mais relativamente ao consumo da aguardente de produção nacional.

“São Vicente, mesmo sendo uma ilha que não produz mais que recebe das ilhas vizinhas, a taxa de consumo é elevada”, salientou Sara Pereira.

Nesse sentido, segundo a mesma fonte, estão traçadas algumas intervenções “para pôr cobro a isso” e, agora com a formação, conta-se delinear outras acções incidindo, inclusive, sobre o uso de álcool por menores de idade.

“Há estudos que mostram que tem aumentado o consumo cada vez mais cedo, como de crianças de sete anos a consumirem bebidas alcoólicas”, garantiu Sara Pereira, acrescentando que há “muita preocupação” nessa matéria.

No dia de hoje também foi realizada, em São Vicente, uma acção de sensibilização aos gerentes e ‘barmen’ da ilha sobre “a abordagem dos clientes sob efeito do álcool, bem como os modos de intervenção para a sua prevenção”.

Além de São Vicente, a formação de agentes de fiscalização contemplou já Santo Antão, Fogo e Boa Vista, e depois segue-se a ilha do Sal e, numa próxima fase, as restantes ilhas.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos