Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: “Construção de centro de saúde no Monte Sossego por agora não é prioridade” – ministro da Saúde (c/áudio)

Mindelo, 15 Jan (Inforpress) – O ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, declarou hoje que a construção do centro de saúde de Monte Sossego por agora não é “prioridade”, sendo o “mais importante” a modernização da rede urbana dos centros do Mindelo.

“Eu nunca falei em termos de obras no centro de saúde de Monte Sossego, este centro, assim como para todos os outros, existe um plano para reabilitação e modernização da rede urbana dos centros de saúde aqui do Mindelo, cujo financiamento ainda não está garantido”, sublinhou Arlindo do Rosário, acrescentando que havia possibilidade da modernização ser financiada pelo fundo saudita, mas não avançou.

Existem neste momento, segundo a mesma fonte, outras  prioridades e por isso não se vai avançar com o centro na zona mais populosa de São Vicente, para a qual até já existe terreno cedido pela câmara municipal.

Mais do que pensar num centro de saúde apenas, há que pensar, ajuntou, numa rede de centros, e no “mais importante” que é o funcionamento dos serviços.

Com este objectivo, di-lo o governante, já está em Cabo Verde os equipamentos financiados pelo Fundo Belga no valor de um milhão de contos e que permitirá equipar todos os centros de saúde e transformar a sede da Delegacia de Saúde num centro de diagnóstico e imagiológico.

“A importância é que iremos libertar o hospital, necessariamente, para tratamentos hospitalares e trará maior confiança aos utentes que demandam aos centros de saúde”, asseverou Arlindo do Rosário, para quem 80 por cento (%) dos casos chegados à urgências podem ser tratados nos centros de saúde.

“Existe um excelente serviço de saúde em Cabo Verde, o que falta são equipamentos e recurso humanos”, considerou

“E é neste sentido, de uma forma serena, ponderada e pensando nas prioridades, pensando no País que temos, iremos avançando de uma forma consistente na melhoria das condições de saúde em Cabo Verde”, concretizou o ministro, que falava à imprensa à margem de visitas a obras do Hospital Baptista de Sousa.

Arlindo do Rosário abordou ainda a questão da falta de oftalmologistas principalmente na região norte, que deve ser complementado, salientou, com técnicos de Ortóptica formados em Cabo Verde.

LN/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos