São Vicente: Condutores mindelenses louvam iniciativa de divulgação dos direitos humanos

Mindelo, 10 Dez (Inforpress) – Os condutores mindelenses consideraram “louvável” a iniciativa levada a cabo pela Polícia Nacional e Comissão Nacional de Direitos Humanos e Cidadania (CNDHC) para divulgação dos direitos humanos, em Operação Stop realizada hoje na cidade do Mindelo.

Os condutores foram abordados pela Inforpress durante a Operação Stop realizada pela Polícia Nacional de São Vicente, no final da manhã de hoje, no Mindelo, numa parceria com a CNDHC e que tinha por finalidade distribuir exemplares da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A actividade serviu assim para celebrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos, assinalado nesta quinta-feira, 10 de Dezembro.

José Pedro defendeu ser uma “iniciativa importante” ainda mais feita pela própria Polícia Nacional, já que, segundo o mesmo, o “maior problema” em termos de direitos humanos vivido no País é a “opressão sistemática”.

“Ou seja, o Governo a oprimir as pessoas, então quando vemos uma campanha desta a ser feita pelas autoridades é definitivamente algo a ser reconhecido”, considerou o jovem condutor.

Jorge Nunes, por seu lado, acredita que a “maioria das pessoas precisa estar consciencializada sobre os seus direitos, porque para muitas quando se fala de direitos humanos, desconhecem completamente”.

Também acreditando ser uma “acção louvável”, o taxista Ilídio Fonseca disse que vai aproveitar para se esclarecer melhor sobre esses direitos com o exemplar que recebeu.

José Silva e Pedro Delgado igualmente destacaram a importância da iniciativa para também se esclarecerem, uma vez que “nunca é demais ter conhecimento”.

Em São Vicente as actividades realizaram-se em pontos como a Avenida Alberto Leite – Escola Comercial e Industrial do Mindelo, Chã de Cemitério – Liceu Ludgero Lima e Escola do Ensino Básico, Rotunda de Ribeira Bote – Escola Humberto Leite, Avenida Invicta – Escola de Fonte Inês e Jardim Infantil, Rua Fernando Ferreira Fortes – Escola Valentina e Salesianos.

Constaram-se ainda Rua do Côco, Avenida Manuel Matos – Shell Campim, Praça Amílcar Cabral, Avenida Marginal/Cais, Praça Estrela – Avenida República, Avenida 5 de Julho e por fim Rua de Lisboa.

A cidade da Praia também acolheu acções do tipo entre quarta e quinta-feira nas zonas de Tira Chapéu, Avenida Cidade de Lisboa – junto à Shell e Monte Agarro – São Filipe.

Na Escola Segura, as actividades serão nas escolas secundárias de Calabaceira (Manuel Lopes), Achadinha (Regina Silva) e de Achada Grande Frente.

Recorde-se que o Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado a 10 de Dezembro, assinala a data de aprovação da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela Organização das Nações Unidas.

A efeméride é assinalada anualmente pela CNDHC (Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania) e parceiros.

LN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos