Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Clínica veterinária atende tartaruga atacada por cães na praia de João Évora

Mindelo, 15 Jul (Inforpress) – A clínica veterinária Mindelvet, em São Vicente, prestou hoje cuidados de emergência à uma tartaruga da espécie Caretta-Caretta que foi atacada por cães selvagens na praia de João Évora (Jon d´Ébra, como é conhecida).

Conforme informações à Inforpress do responsável da clínica, Salvador Mascarenhas, a tartaruga foi levada por técnicos da Biosfera, associação ambiental que tem um curso uma campanha de protecção de tartarugas em São Vicente, desde Junho último.

A tartaruga da espécie Caretta-Caretta, mais comum em Cabo Verde, e que pesa 50 quilos, encontrava-se, segundo a mesma fonte, no momento do ataque a pôr ovos na praia de Jon d´Ebra, tanto assim é que, “em estress” colocou mais quatro ovos na clínica.

Salvador Mascarenhas explicou à Inforpress que transmitiu à sua experiência para o atendimento ao animal, que foi socorrido pelo colega Guilherme Oliveira, que teve de ser suturado nas patas dianteiras, nas quais teve a maioria dos ferimentos.

“A tartaruga encontra-se neste momento estável, mas temos de aguardar o prognóstico das próximas horas, porque ela perdeu muito sangue”, sublinhou o médico-veterinário, adiantando que já são vários os casos de tartarugas atendidas pelo Mindelvet e atacadas por cães, tanto em Jon d´Ébra, como em outras praias de São Vicente, sendo que algumas conseguiram recuperar, mas outras morreram.

Daí, o alerta às autoridades para este tipo de acontecimento e também para a necessidade de se criar um centro de recuperação de tartarugas e aves, sustentou.

A coordenadora da campanha da Biosfera de protecção de tartarugas marinhas em São Vicente, Isabel Rodrigues, também confirmou anteriormente à Inforpress, que o ataque de cães selvagens tem sido uma das “ameaças” à época de desova, juntamente com a captura e frequência das praias em horas tardias.

Até este sábado, 10, a associação ambiental já tinha identificado 172 ninhos de tartarugas nas praias que vem monitorizando desde meados de Junho, e Praia Grande é a zona com maior número destes ninhos.

LN/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos