São Vicente: Centro de Instrução Militar do Morro Branco recebe cerca de 500 recrutas para 1ª incorporação de 2017

 

Mindelo, 06 Abr (Inforpress) – Cerca de cinco centenas de recrutas dos 22 municípios do país, incluídos na 1ª incorporação militar de 2017, iniciam a fase de instrução segunda-feira, 10, no Centro de Instrução Militar (CIM), sediado em São Vicente.

Trata-se, segundo o comandante do CIM, capitão Júlio Sancha, de um número de recrutas que “ainda não é exacto”, uma vez que até domingo continua o processo de recepção dos jovens dos 22 concelhos do arquipélago.

Certo é que, segundo a mesma fonte, até agora não há indicação que haja mulheres inscritas para esta 1ª incorporação, a qual terá como “ideia básica” formar polícias militares e fuzileiros navais.

Ao todo serão dois meses de instrução, sempre no CIM, à excepção de um acampamento, geralmente realizado na semana que antecede o dia do juramento à bandeira, em localidades afastadas do centro da cidade do Mindelo, uma espécie de exercício prático dos ensinamentos transmitidos aos recrutas ao longo dos dois meses de instrução.

O comandante do CIM explicou ainda que a instrução envolve disciplinas de especialidades militares como infantaria, moral cívica militar, artilharia antiaérea, artilharia de campanha, armamento e tiro, transmissões e maqueiro, entre outras.

O contingente da 1ª incorporação de 2017 presta juramento à bandeira em acto solene, geralmente com a presença de um membro do Governo, no dia 11 de Junho, no Centro de Instrução Militar do Morro Branco, em São Vicente.

O recrutamento militar é o conjunto de operações necessárias à obtenção de recursos humanos para o ingresso nas Forças Armadas e compreende as modalidades de recrutamento geral, para a prestação de serviço efectivo normal relativo aos cidadãos recenseados para o efeito, e recrutamento especial, para a prestação voluntária do serviço efectivo.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos