Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Candidaturas para concurso de curtas-metragens “Bodji” até 03 de Dezembro

Mindelo, 16 Nov (Inforpress) – O concurso de curtas-metragens, intitulado “Bodji” e organizado pelo projecto Aliança para o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA), tem candidaturas abertas até 03 de Dezembro e dirige-se a pessoas residentes no território nacional.

A iniciativa é promovida pela Associação dos Amigos da Natureza e o Centro de Estudos Rurais e Agricultura Internacional (CERAI), enquadrado no projecto “Aliança para o Direito Humano à Alimentação Adequada e Iniciativas de Empoderamento de Jovens e Mulheres Rurais”, financiado pela União Europeia.

As candidaturas para o concurso de Ideias para produção de curta-metragens Bodji (palavra que na gíria mindelense quer dizer comida) foram abertas nesta segunda-feira, 15, e decorrem até a 03 de Dezembro de 2021 e dirigem-se, segundo informações dos promotores, a pessoas residentes no território nacional, singulares, equipas e ou empresas.

O concurso tem como objectivo, conforme a mesma fonte, seleccionar ideias e financiar a produção de curtas-metragens que promovam uma das seguintes temáticas: Direito Humano à Alimentação Adequada (Produção Sustentável, Acesso ao Alimento, Consumo Responsável), Direito Humano ao Meio Ambiente (Consumo e Resíduos, Reciclagem, Conservação da Natureza), Direito Humano ao Trabalho (Segurança no Trabalho, Benefícios da Proteção Social, luta contra o Trabalho Infantil).

A inscrição é feita, exclusivamente, através de formulário online: https://bit.ly/3oojpM e a comissão de avaliação e selecção será composta por sete membros, entre especialistas do audiovisual e dos sectores temáticos e parceiros do projeto.

Após contratualização e desbloqueio da verba de financiamento. as propostas seleccionadas têm um período de dois meses para produzir e entregar as curtas-metragens.

A previsão de apresentação dos vídeos aos promotores e financiadores deverá ser em Março de 2022, sendo obrigatório apresentar declaração de autorização de uso de imagens de participantes e autorização de música actualizada.

O montante total a distribuir neste concurso é de 600 mil escudos e o montante máximo de apoio a atribuir â cada candidatura seleccionada é de 200 mil escudos, cabendo ao candidato indicar o montante de apoio solicitado, até ao patamar máximo, explica o regulamento do concurso.

As curta-metragens financiadas podem apresentar co-financiamento, desde que o montante deste não exceda 40 por cento (%) do valor total de produção.

Segundo a porta-voz da aliança, Cristina Moreira, aquando da apresentação oficial do concurso, a organização espera contar com um mínimo de três produções, que devem ser depois apresentadas em festivais nacionais e internacionais.

O concurso vai ser feito de forma online e espera-se que as curtas-metragens sirvam de sensibilização para os referidos direitos humanos.

LN /JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos