Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: “Cabo Verde dos nossos sonhos depende da educação” – ministro Fernando Elísio Freire

 

Mindelo, 18 Set (Inforpress) – O ministro Fernando Elísio Freire disse hoje, no Mindelo, que “o sonho” de um Cabo Verde “desenvolvido, inclusivo, democrático, moderno e seguro” depende do que o País for capaz de fazer a vários níveis na educação.

O titular das pastas dos Assuntos Parlamentares, Presidência do Conselho de Ministros e Desporto, presidia, na manhã de hoje, na Escola Técnica do Mindelo, ao arranque oficial do ano lectivo 2017-2018, e reiterou que só assim imperará “o pleno emprego” e a “liberdade plena” no arquipélago.

“Queremos edificar uma educação de excelência, equitativa e inclusiva, baseada num sistema educativo integrado no conceito de economia do conhecimento”, precisou o governante, que deseja ainda um ambiente escolar e universitário com “cultura de investigação, experimentação e inovação”.

Tudo isso, assinalou, para propiciar aos jovens cabo-verdianos um “profundo domínio das línguas, ciências e tecnologias, de “perfil cosmopolita” na sua relação com o mundo, de “valores motivadores” para a aprendizagem ao longo da vida.

Contudo, ressalvou, há ainda “muito por fazer” face ás “constantes e rápidas” mudanças no mundo actual, “global e competitivo” em que o sucesso de cada um e de cada país “depende essencialmente “daquilo que for feito na educação e na formação.

Aproximação da escola “ainda mais” às comunidades, articulação com as câmaras municipais, organizações da sociedade civil, pais e encarregados de educação e ainda a aposta em acções “pró-activas” que visam a promoção da cultura de não-violência, da igualdade de e comprometida com a erradicação do assédio e outros tipos de violência sexual nos espaços educativos, são outras apostas do Governo.

Por seu lado, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, deixou à comunidade educativa da ilha uma mensagem de “agrado, conforto e muita confiança” para o ano lectivo e em que, sintetizou, se todos se esforçarem Cabo Verde e São Vicente terão uma educação “cada vez melhor”.

A delegada do Ministério da Educação, Maria Helena Andrade, por seu lado sublinho que a “grande tarefa” é “ganhar o desafio” da qualidade de ensino, num ano, ajuntou, que será marcado por inovações no sistema.

O acto de abertura do ano lectivo contou ainda com uma vertente cultural que incluiu música, teatro e poesia, para além de mensagens dos alunos, professores, pais e encarregados de educação.

Cerca de 12 mil alunos iniciaram hoje o ano lectivo em São Vicente nos diversos níveis de ensino.

AA/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos