Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Bispo da Diocese do Mindelo celebra dez anos de ordenação episcopal feita de “muitos desafios e bênçãos” (c/áudio)

Mindelo, 21 Abr (Inforpress) – O bispo da Diocese do Mindelo, Dom Ildo Fortes, celebrou hoje, com missa solene, os dez anos da sua ordenação episcopal, que disse ter sido de “muitos desafios, mas também de muitas bênçãos”. 

A ordenação aconteceu a 03 de Abril de 2011 e a tomada de posse a 09 de Abril do mesmo ano, mas só hoje a diocese decidiu celebrar oficialmente, com uma missa na Pró-Catedral de Nossa Senhora da Luz, porque as datas este ano caíram em dias da Páscoa, conforme explicou o Dom Ildo Fortes em declarações aos jornalistas. 

Neste momento, estão em São Vicente todos os padres das paróquias da Diocese do Mindelo, que participaram da cerimónia juntamente com outros religiosos, que encheram a igreja.

“A ordenação de um bispo não é um acontecimento particular, é sobretudo um acontecimento da igreja, ou seja, a dimensão da comunidade é qualquer coisa de extraordinário”, sustentou Dom Ildo Fortes, admitindo que esta década ao serviço da igreja foi feita de “muitos desafios”. 

“Talvez a palavra desafio seja aquela que mais caracteriza a nossa situação actual, é feita também de muitos momentos e situação de graça”, considerou o prelado do Mindelo, referindo-se, por exemplo, ao Encontro Diocesano Pastoral que decorre no Mindelo com padres vindos de todas as ilhas da diocese. 

“A avaliação que fazemos destes dez anos em que estou na diocese é, de facto, de muita riqueza espiritual, de muita coisa boa”, sublinhou o bispo que apontou as paróquias criadas neste tempo e a ideia de futuramente criar novas paróquias. 

Por esta razão, ajuntou, uma década de “muitas bênçãos de Deus” e com a Igreja a sentir-se “agraciada”, mas, ao mesmo tempo perante “vários desafios”. 

Dom Ildo Fortes enumerou, neste caso, a “perda de valores” e “muita gente que não se identifica com a instituição Igreja ou não está atenta e sensível aos valores espirituais”. 

“Então, isto para nós é um desafio, porque a Igreja é chamada a ir ao mundo a anunciar o evangelho. Há momentos em que as condições são favoráveis e outras em que parecem que não são tão favoráveis, então temos que reinventar, temos que ser criativos”, considerou o bispo, para quem é preciso, por exemplo, saber chegar nos jovens e na família, considerada “célula base” da sociedade. 

LN/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos