Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Augusto Neves aproveita presença de Rui Moreira e recoloca regionalização na ordem do dia (c/áudio)

Mindelo, 06 Fev (Inforpress) – O presidente da Câmara de São Vicente considerou hoje que a regionalização é o desígnio de Cabo Verde e da ilha como “verdadeiro exercício democrático”, relacionado com a salvaguarda da cultura, história, identidade e participação cívica.

Augusto Neves, que discursava na manhã de hoje, nos Paços do Concelho, na sessão de boas-vindas ao presidente da Câmara Municipal do Porto (Portugal), Rui Moreira, ocupou grande da sua alocução com o tema da regionalização, sem esquecer, contudo, as “excelentes relações” de amizade e solidariedade existentes entre as duas autarquias, como referiu.

Segundo Augusto Neves, os dados do Plano Estratégico do Desenvolvimento Sustentável de Cabo Verde confirmam que a regionalização é o rumo de São Vicente, “uma urgente regionalização”, e consequentemente “um maior desenvolvimento”.

Por isso pediu aos deputados da Nação para perceberem que a regionalização oferece “oportunidades únicas” de requalificação à escala regional e local, de instituições públicas e privadas e processos políticos e administrativos, já que “o povo já se apercebeu desta realidade”.

É que, conforme Neves, a regionalização é um elemento “imprescindível” para que os cabo-verdianos possam beneficiar de políticas e de serviços públicos de qualidade, com “eficiência e celeridade”, num quadro “de transparência e de responsabilização”.

“As entidades descentralizadas, pela sua proximidade com os problemas, têm vantagens no desenho de políticas e ofertas mais adequadas às necessidades dos cidadãos, mais fundamentadas nas capacidades e competências de cada região”, fundamentou Augusto Neves.

Na sessão de boas-vindas ao presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, interveio ainda a presidente da Assembleia Municipal de São Vicente, Fernanda Vieira, que expressou o desejo de “reforço e fortalecimento” dos laços institucionais e afectivos entre São Vicente e a cidade portuguesa.

Para além do Porto, a Câmara Municipal de São Vicente é ainda geminada como mais nove câmaras portuguesas, nomeadamente, Oeiras, Vagos, Portalegre, Portimão, Felgueiras, Mafra, Vila Nova de Famalicão, Angra do Heroísmo e Coimbra.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos