Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Associação vai formar docentes na área de saúde mental para enfrentar o “novo normal” (c/áudio)

Mindelo, 14 Jul (Inforpress) – A Associação “Parceiros em missão” da Igreja Comunidade Evangélica, em São Vicente, vai capacitar os professores do agrupamento escolar da Ribeira de Craquinha, nos temas depressão e ansiedade, para enfrentar o “novo normal” no próximo ano lectivo.

Em declarações à Inforpress, o psicólogo e pastor da Igreja Comunidade Evangélica, Davidson William, explicou que há 10 anos que a associação “Parceiros em missão” desenvolve projectos sociais, atendendo principalmente o quesito educação, por acreditar que a mesma coopera para a transformação, primeiro da pessoa, da família e consequentemente da comunidade.

Dentro da sua missão, ajuntou, a associação tem trabalhado com o agrupamento escolar nº 5 que envolve as escolas das zonas da Ribeira de Craquinha, de Chã de Marinha e de Ribeira de Julião, apoiando o projecto de saúde bucal com kits de higiene bucal, nas actividades pontuais do dia do professor, do Natal, entre outros.

Agora, para o próximo ano lectivo 2021/2022, vai actuar na capacitação dos professores para que possam cuidar de si e saber identificar e encaminhar casos entre os alunos, neste “novo normal” imposto pela pandemia da covid-19.

Isto porque, segundo Davidson William, as recentes mudanças provocadas pela adaptação do convívio social impactaram de forma profunda o ambiente académico, pelo que é preciso cuidar do equilíbrio mental dos professores e dos alunos, trabalhando questões como ansiedade e depressão.

“Este índice de depressão, ansiedade e estresse na comunidade educativa tem aumentado, a nível mundial e, infelizmente, Cabo Verde também tem os seus desafios. Já trabalho nesse quesito de educação, desenvolvendo um projecto de um jardim infantil que no momento está parado, e vamos agora actuar na saúde mental dos professores”, informou o psicólogo, para quem o objectivo é ter o professor melhor preparado para cuidar de si e ajudar os alunos.

Além da parceria com o agrupamento escolar nº 5, a mesma fonte explicou que a associação “Parceiros em missão”, que alberga cerca de 50 pessoas, desenvolve outros projectos sociais com actores comunitários nas zonas de Fernando Pó, Horta Seca, Ribeira de Craquinha, Passarão e Ribeira de Julião, com incidência nos bairros de Iraque, comunidade próxima à lixeira municipal.

Coopera igualmente com a Cadeia da Ribeirinha, no processo de reinserção social dos reclusos, nos projectos sociais da Polícia Nacional e com outras instituições como as Aldeias Infantis SOS.

“Com a pandemia, vieram mais desafios, mas a gente vai se adaptando. Somos cerca de 50 pessoas nesta associação que são orientadas e estimuladas a actuar na comunidade. É que temos uma igreja que não só actua nas quatro paredes, mas que é voltada para fora e que participa activamente para atacar os problemas sociais”, afirmou Davidson William.

CD/DR

 Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos