Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Artesãos do Mindelo dedicam feira e oficina de artesanato ao Dia Mundial das Crianças

 

Mindelo, 26 Mai (Inforpress) – Os artesãos da ilha de São Vicente organizam a partir de hoje a 11ª edição da feira e oficina de artesanato, que decorre ao longo deste fim-de-semana, dedicada às crianças do pré-escolar e do ensino básico.

O evento, que decorre no Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD) e em saudação ao Dia Mundial das Crianças, acontece, segundo a organizadora Saida Neves, no último fim-de-semana de cada mês dedicada a um tema específico.

Nesta edição, com o aproximar do dia 01 de Junho, Dia Mundial das Crianças, resolveram dedicar esta edição aos mais pequenos.

“Organizamos ultimamente no mês de Março uma feira dedicada à mulher, depois em Abril dedicada ao professor e agora com o aproximar do primeiro de Junho aproveitamos para dedicar esse fim-de-semana às crianças”, concretizou.

A oficina com as crianças tem como propósito, segundo a responsável, dar a conhecer o trabalho que é realizado a nível da ilha em matéria de artesanato e, também, ajudá-los a aprender a produzir objectos com as próprias mãos e desenvolver o gosto pela arte criativa.

Neste primeiro dia do evento, o grupo composto por 12 artesãos do Mindelo recebeu os alunos da escola primária de Fonte Inês que se mostraram empolgados em aprender o trabalho dos diferentes artistas, com por exemplo, manusear peças de cerâmica e dar pontos com a agulha.

Wesley Amador, uma das crianças que participou na oficina, disse que gostou, sobretudo, de aprender a coser e a fazer uma carteira, actividade que nem sempre tem a oportunidade de aprender na escola ou mesmo em casa.

Nos próximos dias a feira recebe alunos dos jardins infantis de vários pontos da ilha que irão, segundo Saida Neves, aprender a trabalhar técnicas de reciclagem de materiais diversos.

Para além de ensinar o artesanato, que engloba actividades de costura, cerâmica, rendas e bordados e reciclagem, os artesãos aproveitam o facto desta edição ser dedicada às crianças para desenvolveram uma série de brincadeiras e jogos tradicionais que actualmente tendem a desaparecer com o avanço das novas tecnologias.

Saida Neves avançou ainda que a realização da feira mensalmente é uma forma de promover o artesanato em São Vicente.

Desde a primeira edição têm tido resultados positivos, apesar da “fraca adesão” da população, mas tem sido, precisou, uma oportunidade para “divulgar e valorizar” o trabalho que é desenvolvido pelos artesãos da ilha de São Vicente.

EC/AA
Inforpress/ Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos