Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Apresentador de “O Fiel Defunto” diz que livro é a “efabulação” da realidade sanvicentina e de Cabo Verde

Mindelo, 29 Mai (Inforpress) – O livro “O Fiel Defunto”, o 18º do escritor Germano Almeida, é a “efabulação da realidade” sanvicentina e de Cabo Verde, do ponto de vista social, cultural e político, declarou o apresentador Manuel Brito-Semedo.

Durante a apresentação da obra, na noite de hoje, no Centro Cultural do Mindelo, Brito Semedo afirmou que Germano Almeida, no livro, “ironiza e troça” dos “muitos tiques”, próprios de um meio pequeno, com gente de pequena burguesia tradicional “cheia de nov’horas” e de políticos “oportunistas e metidos à besta”.

“O título em si já é uma ironia, pois depois de uma pessoa morrer só se fala bem dela”, lançou o apresentar que considera a mais recente obra literária de Germano Almeida “hilariante” pela história e pelo prazer que a escrita do autor transmite.

“Quando uma pessoa adquire um livro do Germano já tem uma predisposição porque sabe que vai ter uma leitura agradável”, ajuntou, e, neste caso, pela história “interessantíssima”, pela escrita e pela forma como Germano brinca com as coisas.

“Ele consegue fazer um morto viver”, lançou Manuel Brito-Semedo, primeiro apresentador de um livro de Germano Almeida pós-Prémio Camões.

“Eu, a brincar, até disse ao Germano que poria o meu cargo a disposição porque o convite era para apresentar o livro antes, mas como houve um atraso no barco, o livro sai logo a seguir ao Prémio Camões, e disse-lhe se quiseres agora um camoniano para apresentar o livro que estivesse à-vontade”, concluiu.

Germano Almeida nasceu na ilha da Boa Vista em 1945, é licenciado em Direito e reside em São Vicente.

Publicou até hoje 18 livros ao longo de 30 anos, alguns dos quais traduzidos em nove línguas.

Em Cabo Verde, é editado pela Ilhéu Editora que, para além de Germano Almeida, tem no seu leque de autores um outro Prémio Camões, Arménio Vieira.

AA/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos