Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Vicente: Academia quer parcerias com a comunicação social para “promover mais” igualdade e equidade de género – coordenadora do CIGEF

Mindelo, 19 Nov (Inforpress) – O Centro de Investigação e Formação em Género e Família (CIGEF) da Universidade de Cabo Verde pretende encontrar “mais parcerias” com a comunicação social, para promover “ainda mais” as questões de igualdade e equidade do género.

Este é um dos projectos que o CIGEF abraça neste momento, e que, conforme a coordenadora no Mindelo, Celeste Fortes, avançou à Inforpress, ainda está em forma de proposta de pesquisa, que poderá ser desenvolvido nos próximos anos

“Achamos que qualquer iniciativa, tanto na academia como fora da academia, que visa a promoção da igualdade e equidade do género tem que ter parcerias com a comunicação social, com os novos medias e com o cinema”, lançou esta responsável, que disse ser esse um dos motes do colóquio internacional realizado hoje, no Mindelo, para assinalar o 10º aniversário do centro.

“Com isso, pretendemos mostrar como é que sons, imagens e textos têm que ter essa sensibilidade em relação à representação e apresentação das mulheres e homens cabo-verdianos”, acrescentou.

E como forma de recolher subsídios e discutir “como se poderá fazer essa ponte entre a academia e estas janelas de comunicação”, reuniu-se, na tarde de hoje, numa “roda de conversa”, a jornalista da TCV Matilde Dias, a realizadora, poetisa e docente da UniCV Artemisa Ferreira, a investigadora e fundadora da Oficina de Utopias, Rita Rainho.

Um painel, que conforme Celeste Fortes, tenta indagar como é que imagens, sons e textos podem contribuir para igualdade de género e para a transmissão de “imagens positivas” das mulheres e dos homens.

Quanto ao colóquio internacional em si, sob a temática “Género, Migrações, Democracia e Desenvolvimento local sustentável”, conta mostrar, segundo a mesma fonte, o trabalho do CIGEF, que em 10 anos e em parceria com instituições nacionais e internacionais, tem produzido “ vários estudos” sobre a igualdade e equidade do género, com enfoques diversos.

No restante da programação, incluiu-se o debate sobre as leis e políticas públicas no combate à violência baseada no género, ainda apresentação do filme “Hoje” de Artemisa Ferreira e do documentário “Canhão de boca” de Ângelo Lopes.

O evento, que tem lugar no Mindelo, durante o dia de hoje, foi realizado na cidade da Praia, na semana passada.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos