São Salvador do Mundo: Noruega “impressionada” com trabalho desenvolvido pela edilidade no combate à pobreza

Achada Igreja, 04 Jun (Inforpress)- O vice-ministro da Cooperação Internacional da Noruega, Aksel Jakobsen, mostrou-se hoje “impressionado” com o trabalho desenvolvido pela edilidade salvadorenha no combate à pobreza, que dá sobretudo uma “atenção especial” à questão do género.

Aksel Jakobsen fez estas considerações depois de uma vista da delegação norueguesa realizada ao concelho de São Salvador do Mundo (ilha de Santiago), acompanhada da representante das Nações Unidas, Ana Graça, do PNUD e da ONU-Mulheres e do edil, Ângelo Vaz, para constatar “in loco” os projectos financiados pela Noruega através dos Sistemas das Nações Unidas.

O chefe da delegação afirmou ter ficado “impressionado” com o trabalho da autarquia salvadorenha na luta contra a pobreza, sobretudo por ter dado uma “atenção especial” à questão do género, destacando que o seu país considera a igualdade de género de “importante”.
Daí, manifestou o interesse da Noruega em ajudar o município de São Salvador do Mundo na implementação dos seus projectos sociais, sobretudo os ligados ao empoderamento feminino.

Na ocasião, o responsável pela diplomacia norueguesa, que lembrou que aquele país europeu é um dos grandes parceiros dos Sistemas das Nações Unidas, assegurou que a Noruega vai estar sempre disponível para continuar a colaborar com Cabo Verde, através dessa organização.

Por seu turno, o edil salvadorenho, Ângelo Vaz, disse acreditar que depois desta visita, a Noruega assim como os governos de Cabo Verde e do Canadá, a Cooperação Luxemburguesa e o Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) vão tornar-se num parceiro do Plano do Estratégico do Desenvolvimento Sustentável desse município, orçado em 700 mil contos, a ser implementado nos próximos cinco anos.

O plano, conforme explicou, visa , sobretudo, conseguir cada vez mais parceiros para que possam “pôr de pé” os grandes projectos que o integram, que tocam principalmente as questões sociais, mormente encravamento das localidades, acesso à água, à habitação social e ao rendimento para as mulheres.

A mesma fonte informou que município inseriu a questão do género no seu plano já aprovado pela Assembleia Municipal, lembrando, aliás, que o concelho conta com um Centro Agro-alimentar (produção de frutas) e que “a breve trecho” vai abrir mais um centro para produção de queijo, que vai laborar com a mão-de-obra feminina.

O referido centro vai também ser instalado no Centro Comercial N’Gulilança Shopping (uma obra que a câmara diz não ter capacidade financeira para terminar).

Para além de contacto com a equipa camarária, a delegação norueguesa visitou o Centro Agro-alimentar, a barragem de Faveta, entre outras potencialidades daquele município do interior de Santiago.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos