São Salvador do Mundo: Assembleia Municipal aprova instrumentos de gestão camarária para 2021 de 274 mil contos

Achada Igreja, 30 Dez (Inforpress) – A Assembleia Municipal de São Salvador do Mundo aprovou hoje o plano de actividades e o orçamento da autarquia para 2021, no valor de 274 mil contos, cujo 55 por cento (%) destina-se a investimentos.

Este que é o primeiro orçamento para o mandato 2020-2024, que prevê 124 mil contos para funcionamento e 149 mil contos para investimentos, foi aprovado com sete votos a favor do Movimento para a Democracia (MpD – partido que gere a câmara) e seis abstenção do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV- oposição).

Em declarações à imprensa, o líder da bancada do MpD, Daniel Vieira, justificou o voto a favor por se tratar de um orçamento que está em consonância com o plano de actividades e por este ir ao encontro dos compromissos que o seu partido assumiu com os salvadorenhos na sua plataforma eleitoral.

Destacou o facto de o orçamento reservar mais de 55 % para investimentos e por priorizar as famílias, com destaque para construções de casas de banho, construção e reabilitação de moradias, construção de cisternas e ainda apoios a agricultores.

O líder da bancada do PAICV, Nasolino de Carvalho, não obstante a sua bancada ter votado abstenção, criticou o facto de o orçamento, ora aprovado, ser identifico aos do anterior mandato, tendo lembrando que o mesmo, à semelhança dos demais, vai ser rectificado no final do ano.

Aliás, considerou este instrumento de gestão de “irrealista”, por não levar em conta a questão da pandemia da covid-19, a realidade local, e por não prever nenhum benefício para os funcionários da câmara municipal, referindo-se ao aumento salarial, reclassificações, promoções, mas, no entanto, informou, há novas contratações.

Ou seja, ajuntou que este orçamento vem com ideias que constam desde 2018 e que o plano de actividades não é para ser executado, isto porque, sustentou, há baixa capacidade técnica do executivo camarário para executá-lo.

Mas o autarca Ângelo Vaz tem um entendimento diferente: “Este orçamento, de 274 mil contos, é realista e coloca as pessoas no centro”.

Este instrumento, assegurou, vai dar continuidade às políticas da autarquia, sobretudo, neste momento difícil de pandemia da covid-19, que é acudir as pessoas e famílias, e ainda para dar continuidade ao desenvolvimento “harmonioso” desse município do interior de Santiago.

Além de investimentos na área social, com um montante de 32 mil contos, destacou ainda o facto de neste documento constar uma rubrica para a infra-estruturação do município.

Nesta primeira sessão ordinária da Assembleia Municipal de São Salvador do Mundo para o mandato 2020-2024, os eleitos municipais aprovaram a deliberação que fixa o subsídio de transporte dos vereadores, a que cria uma comissão eventual para a revisão do regimento da Assembleia Municipal e a que aprova o orçamento rectificativo do ano 2020.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos