São Nicolau: PAICV acusa Governo de “gozar” com a ilha em matéria de transportes

Ribeira Brava, 12 Jan (Inforpress) – A Comissão Política Regional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) acusou hoje o Governo de estar a “gozar e abusar” da população de São Nicolau em matéria de transportes marítimos de e para a ilha.

Em nota de imprensa enviada à Inforpress, a CPR-SN explica que, face aos últimos acontecimentos, em que o navio Dona Tututa não conseguiu atracar no porto do Tarrafal, devido ao mau tempo, solidariza-se com os passageiros, comerciantes e agricultores que saíram prejudicados.

“Solidarizamos com passageiros que deviam embarcar e desembarcar neste dia no Porto de Tarrafal, bem como os proprietários e comerciantes que não puderam desembarcar e embarcar os seus produtos, e que viram estes deteriorarem, com assunção dos respectivos prejuízos”, pode-se ler na nota.

Tendo em conta que a ilha volta a ter ligações marítimas somente na próxima segunda-feira, 16, o PAICV na ilha de São Nicolau questiona ainda o Governo de para quando pretende “deixar de gozar e abusar do povo sofredor desta ilha em termos de transportes”, pedindo ainda a responsabilização da CV Interilhas, pelos “prejuízos causados aos clientes”.

“Perguntar ainda para quando a empresa concessionária dos transportes marítimos passe a assumir as suas responsabilidades ressarcindo os prejuízos aos clientes quando falha com os seus compromissos”, acrescenta o documento.

Segundo a nota, a Comissão Política Regional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde exige ainda que o Governo “assuma, de uma vez por todas”, as suas responsabilidades no que tange ao serviço público dos transportes no país.

O navio Dona Tututa, da CV Interilhas, não conseguiu atracar esta quarta-feira, 11, no porto do Tarrafal de São Nicolau, devido ao forte vento que se faz sentir nesta cidade, deixando em terra passageiros e mercadorias.

O que causou inúmeros prejuízos, sobretudo, aos agricultores da ilha, que ficaram sem conseguir escoar dezenas de toneladas de produtos agrícolas, que tinham como destino a ilha do Sal.

WM/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos