São Nicolau: “Maior desafio dos professores é educar quem não quer aprender” – directora da Escola Pedro Corsino de Azevedo

Tarrafal de São Nicolau, 23 Abril (Inforpress) – A directora da Escola Pedro Corsino de Azevedo, Sara Brito, disse, por ocasião do Dia do Professor Cabo-verdiano, que se celebra hoje,   que o “maior desafio” que a classe enfrenta é “educar quem não quer aprender”.

Segundo a mesma fonte, os professores, de modo geral, vêm enfrentando “grandes desafios” a nível do ensino/aprendizagem, acompanhado de “mau comportamento” dos alunos.

“Nosso maior desafio, neste momento, é ensinar quem não quer aprender e também acompanhado de mau comportamento”, reforçou.

Segundo a mesma fonte, o mau comportamento tem influenciado “grandemente” no aproveitamento dos alunos, que têm apresentado resultados “muito abaixo” do esperado.

Os professores, ajuntou, têm acumulado uma dupla jornada, o de educar e ensinar ao mesmo tempo, devido à “falta de colaboração” dos pais.

“Os pais não estão a colaborar tanto quanto deviam, pois muito do trabalho que seria dos pais passa para os professores”, precisou.

Para Sara Brito esta data serve para os professores repensarem o seu papel como “profissional diferente” que enfrenta desafios cada vez “maiores e difíceis” no sector da educação, bem como na sociedade.

Durante estes dias, segundo a mesma fonte, serão realizadas actividades reflexivas, que promovem encontros entre professores com debate de temas relacionados a vida docente, com o objectivo de buscar uma solução para os problemas que afectam a escola e os alunos, entre eles comportamento e bullying.

Estes encontros vão também envolver os pais, como forma de chamar atenção para a importância e o papel que a família desempenha na educação do aluno.

DG/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos