Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Nicolau: Localidade de Fragata sem sinal de Televisão Digital Terrestre (TDT) – líder associativo

Cidade da Praia 25 Jun (Inforpress) – O presidente da Associação de Fragata, Silvino Brito, disse hoje que a localidade de Fragata está sem sinal de Televisão Digital Terrestre (TDT) e que a rede CV móvel “chega fraca” naquela localidade

Este responsável, que procurou a Inforpress para expor as dificuldades que afligem a população daquela zona, adiantou que “desde há muito” que Fragata apresenta problemas de comunicação e, por isso, exortou as autoridades a resolverem estes problemas.

Antes do desligamento dos serviços analógicos, declarou a mesma fonte, as pessoas já tinham “algumas dificuldades em apanhar o sinal” e as imagens eram a branco e preto.

Com o desligamento destes serviços, para a ligação do sinal da TDT a localidade ficou “sem sinal de um dos importantes meios de comunicação”, que é a televisão, referiu Brito.

“Não temos sinal de TDT, o sinal não está a chegar na Fragata”, disse este responsável, sublinhando que há zonas circunvizinhas como a Ribeira Prata com sinal, excepto Fragata.

Quanto à rede CV Móvel, salientou que, em princípio, a zona “não tem nenhuma antena própria” para rede móvel, alegando que há uma antena que “supostamente” era para Fragata e Ribeira Prata, mas a mesma “abrange mais a outra zona”, de maneira que a “rede chega fraca em Fragata”.

Conforme prosseguiu, as pessoas já têm definido os pontos estratégicos para “pegar algum sinal de rede móvel”, caso contrário não conseguem realizar uma chamada “em condições”.

Para a resolução desse problema, segundo Silvino, só colocando uma antena única e exclusivamente para Fragata, devido à sua localização e características geográficas, ou melhorar a antena da Ribeira Prata, para que a rede chegue em condições.

Conforme ressaltou este responsável, o apelo vai no sentido de melhorarem esses sinais, porque, conforme observou, parece que a população de Fragata não está a “viver no século 21”.

“Somos também cidadãos cabo-verdianos, estes problemas nos levam a ficar para trás. Nem uma comunicação em condições temos, com isso ficamos desinformados sem saber o que se passa nesta terra e sem comunicar da melhor forma com os nossos familiares no exterior”, sustentou Silvino Brito.

Ana Maria Carvalho, moradora de Fragata, disse à Inforpress que os habitantes anseiam pela resolução do sinal da TDT, porque, inclusive, todos têm box, mas “não há nenhum sinal”.

“Disseram que iam desligar o antigo sinal, e que com o box conseguiríamos ter acesso aos canais, mas desde então não temos nenhum sinal, até queria colocar Zap, mas falaram que ainda não estão a pôr Zap aqui na zona”, afirmou Maria Carvalho.

Em outra ocasião, em declarações à Inforpress, o presidente do conselho de administração da Cabo Verde Broadcast (CVB), Luís Ramos, havia explicado que “é importante” que as pessoas saibam de que não precisam, nem da internet e nem da antena parabólica para ter acesso à TDT.

“Basta ter aquela antena simples, que sempre tivemos em casa, para receber o sinal da televisão ou um televisor moderno comprado nos últimos três ou quatro”, informou, precisando que quem não tiver um televisor moderno pode optar por adquirir um descodificador (box) que já está à venda nos Correios de Cabo Verde.

TC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos