Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Nicolau: ICCA realiza conversa aberta sobre abuso e exploração de menores para alunos em Ribeira Brava.

Ribeira Brava, 08 Jun (Inforpress) – O Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA) na Ribeira Brava, realizou hoje uma conversa aberta sobre o abuso e a exploração de menores para os alunos da Escola Luís Gominho.

Em declarações à Inforpress, a representante do ICCA na Ribeira Brava, Maria Silva, informou que, enquadrado nas comemorações do mês da criança, realizaram esta conversa aberta para chamar a atenção das crianças para as questões ligadas ao abuso e à exploração de menores.

“O objectivo do encontro foi transmitir às crianças, conhecimentos de forma a estarem preparados para a auto-defesa em situações de risco e demonstrar-lhes a importância de conhecerem o próprio corpo”, realçou.

Maria Silva acrescentou ainda que a actividade foi produtiva e que acredita terem conseguido passar a mensagem, apesar de constatarem que ainda existe o “tabu” da educação sexual.

“Creio que conseguimos passar a nossa mensagem porque foi uma conversa bastante participativa, porém, apesar de os alunos estarem entusiasmados com o tema, em alguns momentos foi possível constatar o tabu da educação sexual”, reforçou.

Neste contexto, a representante do ICCA na Ribeira Brava apela aos pais e encarregados de educação a conversarem mais com as crianças sobre o assunto.

Leidilaura Rodrigues, psicóloga que fez parte do encontro, salientou a importância de as crianças e os adolescentes estarem esclarecidas sobre estas questões, tendo em conta que qualquer acto abusivo irá ter consequências na vida dessas crianças.

“De uma forma geral, a violência sexual ameaça a integridade física e psicológica da criança e do adolescente, dai a importância desse tema ser sempre apresentado para eles, dando esclarecimentos pertinentes”, acrescentou.

Jean Lucas Cabral, aluno da Escola Luís Gominho, falou daquilo que aprendeu e principalmente da importância de estar atento aos comportamentos das pessoas.

“Aprendi que não devemos aceitar ser tocados em algumas partes do nosso corpo, porque são proibidas e que em situações que violem essas regras devemos avisar os nossos pais ou outras pessoas responsáveis”, afirmou.

Quanto à situação da criança e do adolescente no município, a representante do ICCA fez uma avaliação positiva, tendo em conta que não têm constatado e nem recebido denúncias de situações relativamente à violação dos direitos das crianças e adolescentes.

LS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos