Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Nicolau: Delegada Escolar anuncia medidas a implementar ao longo do ano lectivo 2019/20

Tarrafal de São Nicolau, 20 Set (Inforpress) – A delegada do Ministério da Educação anunciou um conjunto de políticas definidas no programa educativo a implementar no decurso do ano 2019/20, entre elas várias acções destinadas à universalização e acesso de todos no sistema educativo.

Segundo a delegada no município do Tarrafal, Ivanilda Spencer, que falava na acto solene de abertura oficial do ano lectivo, no Centro Cultural Paulino Vieira, essas medidas começam desde o pré-escolar, passando pelo Ensino básico Integrado (EBI), secundário e educação para jovens e adultos.

Conforme anunciou, no pré-escolar todas as monitoras de jardins infantis terão guias precisos com indicação de como organizar e desenvolver o seu trabalho, recebendo orientações pedagógicas para o efeito.

No EBI, alunos do 3º e 7º ano de escolaridade receberão a introdução de novo plano curricular, no 5º e 6º ano de escolaridade, respectivamente, vão receber pela primeira vez em São Nicolau a introdução de novas tecnologias e subsídio de transportes para se deslocarem à sede dos respectivos agrupamentos.

Relativamente aos agrupamentos escolares, estes vão receber novos modelos de gestão que serão socializados, posteriormente, nos vários encontros a realizar entre a comunidade educativa.

Haverá ainda um reforço de kits escolares com (batas e tablets) e recordou que os tablets foram disponibilizados às escolas mais isoladas, nomeadamente as escolas de Fragata e Ribeira Prata.

Pretende-se ainda reforçar as cantinas escolares, oferecendo refeições quentes tanto no ensino primário como no secundário, especificamente a alunos do 7º e 8º ano de escolaridade.

No secundário, a responsável anunciou que haverá eliminação das propinas a alunos do 9º e 10º ano de escolaridade e dar-se-á continuidade às formações em robótica nos respectivos laboratórios weblab, possibilitando novas abordagens de ensino/aprendizagem, nos quais, os alunos vão desenvolver o raciocínio lógico e computacional.

Para jovens e adultos, pretende-se a realização de acções de capacitação e sensibilização àqueles que pretendem estender o ano lectivo até o 7º ano de escolaridade.

A responsável anunciou igualmente que será criado um gabinete de inclusão educativa e promoção da cidadania “para que se possa redobrar os esforços e diminuir o abandono escolar e garantir a inclusão escolar em todas as suas vertentes” disse.

O processo de sinalização das crianças com necessidades educativas especiais continuará no município de Tarrafal assegurando uma atenção especial “de acordo com os parâmetros internacionais” efectuando um trabalho orientado com as crianças.

Traçadas as linhas gerais que vão marcar o ano lectivo 2019/20, para finalizar, a responsável disse que pretende ser um “concelho referência e satisfação” de alunos melhorando os resultados “de forma consistente”.

DG/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos